Você está em:

Pastoral do Dízimo busca a interação com outras pastorais na ação evangelizadora

A Pastoral do Dízimo da Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompeia, no bairro Pompeia em Belo Horizonte, está estruturada nas cinco comunidades de modo que o plano de trabalho é o mesmo em todas. E para fortalecer a equipe, todo primeiro sábado do mês é feito um encontro de todos os envolvidos com a Pastoral do Dízimo, onde são feitos estudos, formação e acompanhamento das ações nas comunidades. É um momento também em que é apresentada a prestação de contas da aplicação do dízimo. O Frei Adilson Vaz Donderi, OFMCAP, informou que teve o cuidado de iniciar o estudo do Documento 106 da CNBB-Pastoral do Dízimo com o grupo já no primeiro encontro.

Composta por 25 agentes, a pastoral atua na Acolhida dos Dizimistas em todas as celebrações das comunidades, para conversarem com os fiéis, receberem os dizimistas, apresentarem a aplicação do dízimo, entre outros assuntos e esclarecimento de dúvidas.

A intenção é provocar o envolvimento com a comunidade em diversos momentos: No segundo domingo do mês é dedicado um momento para conscientização sobre o dízimo, por meio da leitura de um texto, alinhado com a liturgia do dia, feita por alguém da Pastoral do Dízimo no início e no final da celebração. Após a leitura do início os dízimos recebidos são apresentados ao altar onde recebem a bênção do presidente da celebração e no final da celebração é sorteado um presente entre os dizimistas; Como forma de reconhecimento e valorização, os dizimistas são convidados para celebrar o aniversário de nascimento e de casamento na missa das 9h da matriz, em todos os domingos, ocasião em que não são marcadas outras intenções, é uma celebração para os paroquianos e dizimistas; Em datas festivas são entregues mensagens aos paroquianos em nome da Paróquia, em nome dos Freis Capuchinhos e da Pastoral do Dízimo. É entregue também uma mensagem da Pastoral do Dízimo para os familiares presentes nas celebrações de 7º Dia.

O Frei Adilson juntamente com a Sandra Inês, coordenadora, e a Maria Soledade, vice coordenadora informam que as próximas ações serão voltadas para o próximo desafio, que é levar formação e conscientização para os agentes das demais pastorais ativas na Paróquia.

Desafio não desanima a Maria Soledade, vice coordenadora paroquial da Pastoral do Dízimo, paroquiana e dizimista da Comunidade Nossa Senhora da Abadia. Ela informa que já era envolvida com a Pastoral do Dízimo há bastante tempo e há cinco anos comprometida, fazendo parte da equipe. Para ela contribuir com o trabalho pastoral a realiza como cristã, pois acha que temos que oferecer os nossos dons a favor do Reino de Deus. Ela afirma que ao dedicar seu tempo não espera recompensa e sim porque sente-se fortalecida espiritualmente.

A coordenadora paroquial da Pastoral do Dízimo, Sandra Inês, paroquiana e dizimista da Comunidade Nossa Senhora da Abadia, contou que não tinha uma compreensão clara do que era o dízimo e por ocasião da leitura de uma matéria sobre o dízimo no jornal da paróquia, despertou e encantou-se com o que percebeu sobre o dízimo. Desde então tornou-se dizimista e em seguida aceitou o convite para participar da Pastoral do Dízimo, onde dedica seu tempo há quatro anos. Diz-se empolgada com o trabalho da Pastoral e sente-se gratificada, privilegiada por fazer parte da equipe e afirma que após aposentar-se, em aproximadamente três anos, irá dedicar-se com gostaria, não somente na Pastoral do Dízimo, mas em outras atividades da Igreja.