Você está em:

Pastoral da Saúde da Rensa: encontro de espiritualidade “A arte da cura pelo amor”

A Pastoral da Saúde da Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida (Rensa) realizou o encontro de espiritualidade “A arte da cura pelo amor”, no dia 27 de agosto, na Cúria Regional de Contagem. Participaram cerca de cem representantes das comunidades de fé da Rensa. Após a formação, o objetivo é criar grupos de apoio nas foranias para auxiliar os grupos paroquiais.

 
O encontro de espiritualidade foi ministrado pelos padres Clair Kozik e Gildésio Batista, da Província Camiliana Brasileira, que tem como um de seus princípios missionários a atuação no campo da saúde em suas diversas necessidades. Os sacerdotes destacaram o a parábola do Bom Samaritano (Lc 10,29-37) e promoveram a reflexão sobre o papel do agente da Pastoral da Saúde. “Na ação pastoral, com nossos muitos compromissos, qual tem sido a atitude diante daquele que está sofrendo? Com qual personagem dessa parábola nos parecemos mais? Somos o sacerdote, o levita ou o bom samaritano?”, provocou padre Gildésio. 
 
Para padre Clair, os agentes pastorais são convidados a ser bons samaritanos da atualidade e a hospedaria da parábola dá lugar aos hospitais, aos abrigos, aos lares onde doentes sofrem e necessitam dos trabalhos da Pastoral da Saúde. “Tirar uma pessoa de uma situação de falta de dignidade é evangelizar e humanizar, os dois aspectos fundamentais da nossa pastoral”, lembrou o sacerdote.
 
Uma das lideranças da Pastoral da Saúde na Rensa, Julimar Souza, da Paróquia Nossa Senhora do Sagrado Coração, alertou para a necessidade de os agentes pastorais envolverem-se em questões de suas comunidades locais. “Precisamos participar dos conselhos locais de saúde, além do trabalho que já fazemos enquanto Igreja. Se eu estiver atuante na vida da minha comunidade, tenho mais condições de cobrar as melhorias necessárias”, disse.
 
A reestruturação da Pastoral da Saúde na Rensa terá apoio da Central de Atendimento às Pastorais, do Vicariato para a Ação Pastoral. Todas as paróquias que estiveram na formação inicial, receberam um questionário para apresentar as necessidades para o trabalho pastorais. A partir das respostas será feito um plano de ação para a Pastoral da Saúde específico para a Rensa e serão formados grupos de lideranças em nível regional e forâneo. 

VEJA TAMBÉM