Você está em:

Pastoral da Pessoa Idosa: curso capacita novos agentes e atualiza o conhecimento dos veteranos


 

A Pastoral da Pessoa Idosa, na Arquidiocese e Belo Hoizonte encerra, neste sábado, dia 27, a formação de novos líderes e a atualização de veteranos, em curso realizado na Paróquia São Judas Tadeu, em Contagem, reunindo participantes da igreja matriz e  da comunidade  São Sebastião, e da Paróquia Sagrado Coraçãode Jesus, do bairro Riacho.

As aulas são ministradas por líderes, ou agentes de pastoral,  que, segundo a cordenadora arquidiocesana da Pastoral, Francisca Ferreira Lima Santos, repassam os conhecimentos publicados periodicamente no “Guia do Líder”, com atualização de conhecimentos científicos relacionados ao idoso e à realidade atual vivenciada pela terceira idade.

Este ano, por exemplo, uma das recomendações da Coordenação Nacional da Pastoral da Pessoa Idosa, é que, ao visitar os domicílios,  os agentes orientem os familiares do idoso a ficarem atentos para a ocorrência do diagnóstico de Aorta Degenerativa, que tem sido uma cardiopatia muito comum nos últimos tempos.  Além disso, eles trabalham com prevenção a quedas, incentivo à atividade física, à vacinação e com a orientação sobre a conduta diante de doenças mais presentes na terceira idade.  

Esses cursos de capacitação também são oferecidos a paróquias fora da Arquidiocese de Belo Horizonte. É só solicitar que, dentro das possibilidades, são enviados líderes preparados para capacitar os voluntários.
 

Material didático utilizado no curso da Paróquia São Judas Tadeu – Contagem, fevereiro de 2016

A atividade mais comum dos líderes, ou agentes de pastoral, é visitar o idoso, conversar sobre a realidade dele e aliviar o sentimento de solidão. Para realizar o trabalho, eles passam por um curso de 16 horas, distribuídas em dois dias de capacitação. São realizadas palestras, dinâmicas, conversas e debates em torno das dúvidas apresentadas.

Nas primeiras oito horas os formadores trabalham com os futuros agentes as questões relacionadas à espiritualidade e ao emocional que estarão presentes no contato com a família do idoso e com ele próprio.   Assim, eles aprendem a se portar diante dos desafios que vão encontrar no dia a dia.  A segunda fase do curso é destinada à prática. O voluntário aprende, por exemplo, como encontrar o idoso que precisa e gostaria de receber a visita da Pastoral, como fazer o cadastro da pessoa,  de que modo conversar com a família e  quais a expectativas do idoso. O objetivo dessa preparação é levar a todos, especialmente ao idoso, uma mensagem de esperança .

De acordo com a coordenadora  arquidiocesana da Pastoral da Pessoa Idosa em Belo Horizonte, o líder de Pastoral é orientado a conhecer as limitações e potencialidades do idoso, utilizando-se, além da percepção, o questionário de katz, criado por Sidney Katz, em 1963, para avaliar a capacidade funcional do indivíduo. O método permite identificar o nível de independência nas atividades básicas da vida diária. As respostas a este questionário resultam em indicadores como grau de atividade física do idoso, o quanto ingere de líquido, se está com as vacinas em dia ou se faz algum tratamento médico. O agente de pastoral é preparado, ainda,  para fazer a ponte com o posto de saúde, acompanhando o desenvolvimento do tratamento e a qualidade do atendimento.  

 
Turma do curso de capacitação da Pastoral da Pessoa Idosa-fevereiro de 2016


Voluntários concluem curso de capacitação da Pastoral da Pessoa Idosa-novembro de 2015