Você está em:

Paróquia São José: ação social incentiva geração de renda e inclusão social

A Paróquia São José, no Centro de Belo Horizonte, realiza um importante trabalho que visa à inclusão social e à profissionalização. O amparo aos mais pobres inclui atendimento psicológico e cursos de iniciação musical artesanato, cabeleireiro, manicure e técnico de informática. Além da de promover a geração de emprego e renda, as iniciativas buscam o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. As ações sociais beneficiam pessoas que circulam no centro da Capital, no entorno da Igreja São José, e famílias, especialmente as crianças da Ocupação Dandara, no bairro Céu Azul, na região da Pampulha.

Na Igreja, dois projetos são direcionado a adultos e idosos. O Projeto Trabalho e Cidadania oferta oficina de manicure, pedicure, tricô, crochê, macramê, pintura em tecido, bainha aberta, corte e costura, cabeleireiro e maquiagem. Já o Projeto Energiart é um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para idosos que oferta dança cigana. São 72 idosas, com idades entre 60 a 95 anos que se dedicam à atividade artística e a apresentações em eventos de danças cigana. Vencer a solidão e o isolamento social são benefícios que tem transformado a vida dessas pessoas que, sem essa oportunidade, teriam dificuldades para se socializar e se relacionar com pessoas da mesma faixa etária. Assim a atividade, agrega, também, a função terapêutica.

No bairro Céu Azul, a obra é dedicada especialmente às crianças e adolescentes, mas também beneficia os adultos. No local não há estrutura pública para atender as pessoas, e a obra social é único serviço de promoção humana existente na comunidade. Cerca de cem crianças e adolescentes são acolhidos, no período em que não estão na escola. Elas têm aulas de informática, música e trabalhos artesanais, e recebem um lanche.

A iniciativa tem transformado a vida de muitas pessoas, como mostra a avaliação realizada anualmente pelos educadores. Eles constataram, por exemplo que muitas crianças que estavam fora da escola retomaram os estudos. As mães encontraram uma oportunidade para reforçar o orçamento aprendendo técnicas de artesanato em renda , decupagem, pintura em tecido, crochê, tricô, velas e sabonetes. A cada semestre é realizada uma feira, onde esses produtos são comercializados.

VEJA TAMBÉM