Você está em:

Paróquia São Gabriel oferece serviço de alfabetização a crianças do Taquaril

 

Os voluntários e educadores da Paróquia São Gabriel, no bairro Taquaril, acolhem aproximadamente 500 crianças e adolescentes, durante todo o dia. Esse é um importante trabalho realizado numa das regiões mais pobres de Belo Horizonte. Só a educação infantil garante a socialização e a alfabetização para mais de 200 crianças com idades de dois a seis anos, na Creche Nossa Senhora o Perpétuo Socorro. Situada na estrada velha de Nova Lima, a Creche Sagrada Família acompanha crianças de um a cinco anos de idade, durante o período em que os pais estão no trabalho. A Paróquia mantém ainda o Centro Pastoral Santo Arnaldo Janssen e a Unidade Castanheiras, em Sabará.

 

O crescimento saudável das crianças é garantido por quatro refeições diárias feitas com orientação de uma nutricionista.  Todo o trabalho é realizado com olhar pedagógico com o propósito de despertar o interesse das crianças para os estudos a boa convivência, mesclando brincadeiras, teatro, recreação e noções de higiene pessoal.

 

A qualidade do serviço faz com que as listas de espera se repitam todos os anos. Sempre há mais famílias com o desejo de conseguirem uma vaga para suas crianças, do que a capacidade física e operacional da creche pode oferecer. A procura é crescente, pois os pais sentem-se seguros ao deixar os filhos na creche para irem trabalhar. Além de das disciplinas que aprendem visando à escolarização, outro ponto positivo é que as crianças adquirem postura social: ganham autonomia,  e cultivam valores que são fundamentais na formação do caráter.

 

Quando concluem os períodos da educação infantil na Creche, os alunos ingressam na primeira série do ensino fundamental, geralmente, nas escolas municipais, onde estudam de manhã ou à tarde. Para que não fiquem sozinhas em casa ou nas ruas, antes ou depois das aulas, a Paróquia São Gabriel mantém o Centro Pastoral Santo Arnaldo Janssen, frequentado no contraturno escolar por 172 crianças e adolescentes com idades de sete a 14 anos. Nesse espaço elas recebem duas refeições diárias, aulas de informática, artesanato, dança, capoeira e apoio escolar para fazer o dever de casa e resolver dúvidas, acompanhadas por monitores.

 

Cuidar de todos esses adolescentes e crianças é a missão de educadores, voluntários e de todos os envolvidos na ação social da Paróquia, localizada numa das regiões mais pobres de Belo Horizonte.

 

Os voluntários da Paróquia São Gabriel também realizam trabalho social no bairro Castanheiras, em Sabará, ajudando aqueles que têm alimentação precária em casa. Trata-se de uma cozinha comunitária, onde voluntários acolhem e preparam refeições nutritivas, especialmente para as crianças. São mais de 30 pessoas por dia. Contudo, essa ação teve início quando o pároco e pessoas da comunidade observam que os filhos de casais de dependentes do álcool e de outras drogas não se alimentavam normalmente, mesmo com a família recebendo cestas básicas da Paróquia.

 

 

 

 

 

VEJA TAMBÉM