Você está em:

Paróquia Nossa Senhora Aparecida apoia moradores do bairro Alto Vera Cruz

 

A Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro alto Vera Cruz, realiza importante trabalho de articulação entre a Igreja, o poder público e a comunidade – representada pelo Grupo de Pais. São iniciativas que têm transformado a realidade do bairro onde residem 30.700 habitantes – segundo o levantamento mais recente realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, em 2010 –  grande parte, famílias de baixa renda.  As ações também contemplam a população do bairro Granja de Freitas, onde residem 30.650 pessoas.

A Paróquia acolhe em suas dependências o Centro Integrado de Atendimento à Criança e ao Adolescente (Ciame).  O espaço constituído de quadra esportiva, banheiros, cozinha, três salas de aula e um salão é utilizado por 245 crianças e adolescentes, e por 75 jovens  em atividades socioeducativas. Todo o trabalho é realizado com o acompanhamento de professores especializados.

As crianças e adolescentes, dos seis aos 16 anos, frequentam o local antes ou após o período escolar. De manhã, elas participam da atividade de literatura infantil “Histórias nossas de cada dia”, lendo um livro e interpretando as histórias, também relacionadas à realidade delas. A partir da compreensão e reelaboração de cada história, elas produzem trabalhos que, ao final do ano, são reunidos na revista “Vida de Adolescente”.

No período da tarde, os participantes do projeto sugerem as atividades que desejam desenvolver e, da mesma forma, todo o trabalho realizado durante o ano é transformado  em um único volume intitulado “Com o pé na adolescência”. Um compêndio capaz de retratar toda a vivência das crianças no período.

Além das atividades culturais, elas praticam esportes, como vôlei, basquete, capoeira, e frequentam aulas de percussão. Também são oferecidos curso básico de informática e acesso à internet.
 À noite, duas vezes por semana, 75 jovens participam do “Projeto fica vivo”, de prevenção à violência e ao uso de drogas. Nos outros dias dedicam-se ao esporte e à capoeira. Todos os frequentadores dos projetos recebem duas refeições diárias, entre lanche, almoço e jantar.

A atenção para com a juventude do alto Vera Cruz tem revertido em melhores condições de vida e menos violência. Muitos jovens que passaram pelo Ciame hoje estão no mercado de trabalho, ajudam as famílias, e se orgulham de suas histórias de vida.

O cuidado especial com os idosos

Os idosos, as famílias, e pessoas que enfrentam dificuldades recebem cuidado especial de  toda comunidade, a começar pelo pároco, padre Elias Floriano dos Santos, que visita os doentes todas as semanas. Os integrantes da Legião de Maria e do Apostolado da Oração seguem o exemplo do padre, com as orações e buscando ser presença na vida dos irmãos. Segundo os moradores do bairro, o apoio aos mais velhos e às famílias tranquiliza a todos proporcionando paz ao ambiente.

Aos vicentinos cabe a tarefa de amparar pessoas e famílias que passam por situações complicadas. Se a questão é mais grave, padre Elias convoca a comunidade, especialmente, os integrantes do Encontro de Casais com Cristo, que estão sempre prontos a ajudar. Um exemplo de solidariedade mesmo entre os mais pobres da comunidade que sempre têm algo a oferecer.

Grupos de Evangelização visitam as famílias, levando a Palavra,  o amor de Deus e a conscientização cristã àqueles que necessitam e que  solicitam a presença dos evangelizadores em seus lares.  Também atuam na Paróquia Nossa Senhora  Aparecida  a Pastoral da Criança e a Pastoral da pessoa Idosa.

A Pastoral da Sobriedade reúne-se toda segunda-feira, às 19 horas, no salão paroquial localizado na Rua Desembargador Bráulio, 78, bairro Alto Vera Cruz. Um trabalho que tem gerado bons frutos como a recuperação de dependentes químicos, o encaminhamento daqueles que decidem se submeter a tratamento e  o apoio aos familiares.

No final do ano, o clima  é de espiritualidade e alegria.  Os  vicentinos e o movimento de casais  promovem encontros, festas e almoço para as famílias mais pobres, com distribuição de presentes para 600 crianças.

 

 

VEJA TAMBÉM