Você está em:

Paróquia é referência de cuidado com os mais pobres

 

 

A Casa de Nazaré é referência de convívio social e cuidado com os que mais precisam, na Paróquia Nossa Senhor a da Paz, situada no bairro Cachoeirinha, em Belo Horizonte. Todas as sextas-feiras, um grupo de cinco voluntários se encontra para recolher doações de alimentos, preparar as cestas e distribuí-las aos mais pobres da comunidades. Os legumes vêm da Feira Coberta do Padre Eustáquio; os pães, de uma padaria da região; os pedaços de frango, de um aviário. A comunidade ajuda com doações em dinheiro e um motorista da Paróquia vai à Cesasa  onde compra alimentos para complementar as cestas e recebe doações de frutas.

A paroquia tem um carro que recolhe doações no mercado dcistrital do padre eustárquio, um sacolão e pessoas físicas  contribuem com dinheiro   e dpoaçãodo ceasa de frutas   – uma senhora fornece pedaços de frango  para distribuir . duas padarias fornece pão  para ser distribuído –      

As famílias  que recebem as cestas de alimentos são criteriosamente selecionadas entre os mais necessitados, em geral,  desempregados, idosos,  e aposentados que arcam com as despesas de famílias numerosas. As cestas são numeradas e cadastradas em livro de ata, onde contam, também, o endereço, número de familiares e outros dados dos beneficiados.

No final do ano, cesta de Natal vem reforçada, adquirida com pequenas economias dos próprios beneficiados pelo projeto. Todas as semanas, eles depositam em torno de R$2,00 em um cofre – o tradicional porquinho – que é quebrado no mês de dezembro para a contagem do dinheiro e compra dos produtos.

Quem recebe os alimentos tem a oportunidade de ajudar outros necessitados, ajudando a confeccionar gorros de tricô para crianças em tratamento de quimioterapia no hospital Mário Pena  e na Santa Casa. Um agasalho que faz a diferença para no inverno. A atividade se transforma também em momento de espiritualidade. É quando o grupo reza o Terço da Misericórdia.

As atividades na Paróquia, além de ajudar a quem precisa, funcionam como terapia para muitas senhoras que residem na região e que já criaram suas famílias. Elas integram um grupo que produz artesanato que se encontram uma vez por semana para criar e dar forma a inúmeros objetos que são comercializados, com renda revertida para a ação social da Igreja. O grupo, que reúne 30 mulheres, produz panos de prato, agulheiros, chaveiros, pingentes com motivos religiosos e tudo mais que a criatividade permitir. Também são elas que  providenciam lembrancinhas para serem distribuídas nas festas da Igreja. Só no dia das mães, foram 600.

Existe ainda um serviço de alfabetização de  senhoras idosas da comunidade, que desejam aprender a ler e a escrever. Um curso com formato flexível, que pretende repassar para os alunos a primeiras noções de escrita.

Os vicentinos têm  importante papel na comunidade. Eles se reúnem na Casa de Nazaré para definir suas ações de ajuda aos pobres e fazer sua adoração quinzenal ao Santíssimo Sacramento.  São eles que mantêm o imóvel onde, há muitos anos funcionou um abrigo para idosos. O local foi desocupado, com a transferência dos usuários para outras casas de repouso, por atender às novas exigências da legislação, no que se refere a espaço e número de funcionários.