Você está em:

Paróquia Bem-Aventurada Dulce dos Pobres: fiéis do Aglomerado da Serra festejam canonização de Irmã Dulce

A Paróquia Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, formada por uma rede de comunidades de fé do Aglomerado da Serra, organiza programação especial para celebrar a canonização de Irmã Dulce, marcada para o próximo domingo, 13 de outubro. Das 10h às 19h, fiéis da comunidade vão se reunir para participar de momentos de oração e apresentações musicais. Às 18h, o bispo auxiliar dom Geovane Luís da Silva celebra Missa, concluindo o Dia Festivo.

A Paróquia Bem Aventurada Dulce dos Pobres é a única do estado de Minas Gerais que tem a Irmã Dulce como Padroeira. Criada em 2012 pelo arcebispo dom Walmor,  a Paróquia dedica-se à evangelização de todo o Aglomerado da Serra.  A Festa pela canonização de Irmã Dulce será na Escola Municipal Senador Levindo Coelho – Rua Caraça, 910, bairro Serra. A entrada é gratuita.

Canonização de Irmã Dulce

No contexto do Sínodo dos Bispos para a Amazônia, o Papa Francisco preside a cerimônia de canonização de Ir. Dulce, em Roma, no domingo, dia 13, às 10h – horário de Roma. No Brasil, em razão do fuso horário, a celebração ocorre às 5h. Após a celebração, a Igreja passa a reconhecê-la como Santa Dulce dos Pobres.

Vida dedicada aos pobres

Irmã Dulce nasceu em 1914. Seu nome de batismo: Maria Rita de Souza Brito Lopes PontesEm 1933, ingressa na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, no Convento de Nossa Senhora do Carmo, em São Cristóvão (Sergipe). No mesmo ano, recebe o hábito e adota, em homenagem à sua mãe, o nome de Irmã Dulce. Dois anos depois, intensifica seus trabalhos de amparo aos pobres, já na Bahia. Irmã Dulce tornou-se reconhecida por trabalho dedicado aos enfermos que vivem nas ruas. A religiosa morreu aos 77 anos, no dia 13 de março de 1992.