Você está em:

Paróquia acolhe crianças dos bairros Taquaril e Castanheiras

 

 

Cuidar de mais de 400 crianças e adolescentes é a missão de educadores, voluntários e de todos os envolvidos na ação social da Paróquia São Gabriel, localizada no bairro Taquaril, uma das regiões mais pobres de Belo Horizonte.  A partir dos dois anos de idade até os 14 anos, eles recebem especial atenção em três unidades: duas localizadas no próprio bairro e a terceira, na Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Castanheiras, em Sabará.

A Creche Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, especializada em educação infantil, acolhe 217 crianças de dois a seis anos, durante todo o dia. Um importante trabalho que garante além da socialização, a alfabetização. O currículo é elaborado por uma pedagoga da Secretaria Municipal de Educação, e desenvolvido junto aos alunos por uma equipe de 14 professoras e pela coordenadora pedagógica da Creche, Silvana Maria Godinho Corrêa, com a participação ativa do Pároco, padre João Stasz.

O crescimento saudável das crianças é garantido por quatro refeições diárias feitas com orientação de uma nutricionista.  Todo o trabalho, segundo a coordenadora, é realizado com olhar pedagógico para despertar o interesse das crianças, mesclando brincadeiras, teatro, recreação e noções de higiene pessoal.

Silvânia lamenta não poder atender todas as crianças que estão na lista de espera por uma vaga, o que demandaria mais espaço e a contratação de professores especializados. “A procura é crescente, pois os pais sentem-se seguros ao deixar os filhos conosco para irem trabalhar”. Além de das disciplinas que aprendem visando à escolarização, segundo a coorenadora, as crianças adiquirem postura social. “Elas ganham autunomia e cultivam valores que são fundamentais para a vida”, observa.

Quando concluem os períodos da educação infantil na Creche, os alunos ingressam na primeira série do ensino fundamental, geralmente, nas escolas municipais, onde estudam de manhã ou à tarde. Para que não fiquem sozinhas em casa ou nas ruas, antes ou depois das aulas, a Paróquia São Gabriel mantém o Centro Pastoral Santo Arnaldo Janssen, que funciona nos moldes da escola integrada. Frequentado no contraturno escolar, por 172 crianças e adolescentes de sete a 14 anos, nesse espaço, elas recebem duas refeições diárias, aulas de informática, artesanato, dança, capoeira e apoio escolar para fazer o dever de casa e resolver dúvidas, acompanhados por dois monitores.

Na comunidade do Bairro Castanheiras, em Sabará, o trabalho social ajuda quem tem alimentação precária em casa. Trata-se de uma cozinha comunitária, onde voluntários acolhem e preparam refeições nutritivas, especialmente para as crianças. A unidade, hoje, recebe todos aqueles que realmente têm dificuldades para se alimentar. São mais de 30 pesoas por dia. Contudo, essa ação teve início quando o pároco e pessoas da comunidade observam que os filhos de casais de depenentes do álcool e de outras drogas não se alimentavam normalmente, mesmo com a família recebendo cestas básicas da Paróquia.

O desafio, agora, é encontrar voluntários ou patrocinadores para colocar em funcionamento uma brinquedoteca e um centro de informática na comunidade de Sabará.