Você está em:

Padres da Arquidiocese de Belo Horizonte são nomeados para compor comissões especiais da CNBB

Os padres Otávio Juliano de Almeida e Luiz Henrique Eloy e Silva, da Arquidiocese de Belo Horizonte, foram nomeados para compor as comissões especiais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O padre Otávio Juliano, da Paróquia Santo Cura Dars, integrará a Comissão de Biótica, que tem como objetivo pesquisar, promover e propagar a cultura da vida desde a concepção até o seu fim natural.

O padre Luís Henrique Eloy e Silva, da Paróquia São Bento, integrará o Grupo Interdisciplinar de Peritos (GIP), da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé. O objetivo da Comissão é assessorar o episcopado brasileiro em algumas questões doutrinais e trabalhar as questões de fé e da moral dentro da conferência a partir de alguns problemas que possam surgir através do processo de evangelização.

Comissão de Bioética, nomeada pela presidência da CNBB, em sua primeira reunião após sua criação

Sobre a Comissão de Bioética 

A Comissão foi nomeada pela presidência da CNBB recentemente e, no dia 25 de novembro,  foi a primeira vez que os membros se encontraram. Dividida em 5 eixos dentre os quais Família; Início da vida; Final da vida; Políticas Públicas e Teologia Moral, a Comissão proporá um espaço permanente de estudo sobre os problemas referentes à promoção e defesa dos valores da vida humana e da dignidade da pessoa, com a participação de membros da Igreja, organizações da saúde e pesquisadores das ciências biomédicas em cada um dos eixos.

A igreja como em todas as épocas sempre esteve junto das dificuldades e dos sofrimentos do mundo. Hoje, os temas bioéticos são os grandes temas da humanidade como a biotecnologia, o envelhecimento humano, o nascer com dificuldade, dentre outros tantos assuntos, então é uma área de vanguarda e de apaixonante pesquisa e de labor para os próximos anos”, destaca o assessor  da Comissão, padre Otávio Juliano de Almeida.

Os nomes dos treze integrantes do Grupo Interdisciplinar de Peritos (GIP) da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) foram aprovados pelos bispos.

Sobre o Grupo Interdisciplinar de Peritos (GIP) – Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé

Os peritos do Grupo Interdisciplinar de Peritos (GIP) tiveram o nome confirmado na primeira reunião ordinária com a nova composição da comissão, no dia 5 de novembro, em Brasília. Na ocasião, os bispos puderam conversar e chegar a um consenso em relação aos nomes para assessoria.

O GIP  reúne especialistas em diversos assuntos relacionados a doutrina, que vão colaborar e dar pareceres teológicos acerca de textos, publicações, manifestações, entre outras atividades da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O grupo, aprovado pelos bispos, é composto por pessoas de várias áreas e disciplinas da teologia: Dogmática, Bíblia, Moral, História da Igreja, entre outras.