Você está em:

Padre Leonardo Pessoa receberá título de doutor do mais importante Instituto Bíblico, em Roma

O padre Leonardo Pessoa da Silva Pinto, da Arquidiocese de Belo Horizonte, defendeu tese no dia 29 de novembro e receberá o título de doutor em Ciência Bíblica pelo Pontifício Instituto Bíblico, de Roma. A nota final mereceu uma distinção: Summa Cum Laude, que significa Com a Maior das Honras e representa a maior distinção, o reconhecimento por obter a máxima qualificação possível em uma titulação universitária, especialmente nos níveis do mestrado ou doutorado.  A instituição acadêmica é um centro de excelência e é considerada a mais importante instituição de estudo das interpretações bíblicas.

Padre Leonardo dedicou-se ao complexo estudo comparando  as tradições textuais hebraicas e gregas. O trabalho desenvolvido ganhou o título: “Diferentes Edições Literárias em 2 Samuel 10-12”.

O sacerdote agradece todos os que o apoiaram e colaboraram para a realização do projeto “Sinto-me muito alegre por ter tido o meu esforço reconhecido pela banca de professores, tanto nas palavras que me endereçaram durante a defesa quanto na nota final (summa cum laude) que deram ao trabalho”. Na Arquidiocese de Belo Horizonte, padre Leonardo trabalhou nas paróquias de São Domingos, no Conjunto Ribeiro de Abreu e Nossa Senhora da Paz, no bairro Guarani. 

Apenas três brasileiros possuem o título de doutor em Ciência Bíblica concedido pelo Pontifício Instituto. Além de padre Leonardo, o padre Luís Henrique Eloy e Silva, vigário da Paróquia Nossa Senhora Rainha, também na Arquidiocese de Belo Horizonte, concluiu o doutorado na instituição em 2006. Segundo padre Luís Henrique, a conquista de padre Leonardo “é uma riqueza muito grande para a Arquidiocese de Belo Horizonte e, certamente, para todo o Brasil”.

O Pontifício Instituto Bíblico (PIB) é uma instituição universitária da Santa Sé. Foi fundado pelo Papa Pio X com a Carta Apostólica ‘Vinea electa’ em 7 de maio de 1909 como “um centro de altos estudos da Sagrada Escritura, em Roma, para promover de modo mais eficaz a doutrina bíblica e todos os estudos relacionados, segundo o espírito da Igreja Católica”. Desde a fundação, foi confiado à Companhia de Jesus, tendo como primeiro reitor e organizador Padre L. Fonck. Inicialmente, o PIB preparava os alunos aos exames da Pontifícia Comissão Bíblica. Em seguida, a Carta Apostólica ‘Cum Biblia sacra’ autorizou o Instituto a conferir o grau acadêmico de ‘licença’ em nome da Comissão, e enfim, o Motu proprio ‘Quod maxime’ de Pio XI concedeu-lhe a independência acadêmica e a possibilidade de conferir o ‘doutorado’ a seus alunos. 

Ouça aqui entrevista da Rádio América com o padre Leonardo.