Você está em:

Orquestra de flautas Sonoro Despertar, da Paróquia São Marcos, se apresenta no Museu da PUC Minas

A Orquestra de Flautas Sonoro Despertar celebra 18 anos de uma história de educação e transformação por meio da música para centenas de crianças e adolescentes da regional nordeste de Belo Horizonte. Para celebrar a data, o grupo se apresenta no próximo dia 17 de dezembro, às 11h, no Museu de Ciências Naturais da PUC Minas. A apresentação integra a série “Concertos Dominicais Peter Lund”.

Inspirada no carisma de São José de Calasanz, homem apaixonado pela educação e fundador da Primeira Escola Popular e Gratuita da Europa (século XVII), atualmente a Orquestra contempla 130 flautistas.

Paróquia São Marcos, no bairro Maria Goretti, é o berço do Projeto Sonoro Despertar – Orquestra de Flautas e Coral-, que reúne 130 crianças e adolescentes com idades entre 7 e 18 anos desde o ano 2000. Além de oferecer formação musical de qualidade, tem por objetivo despertar as crianças e adolescentes para a importância dos valores humanos e, assim, promover o desenvolvimento pleno e feliz. O Projeto atua em sintonia com as famílias, as primeiras a perceberem os benefícios da música na educação dos filhos. É um projeto sociocultural de Educação por meio da Música, para crianças e adolescentes de bairros onde existem poucas ofertas culturais.

Idealizado pelo padre Jésus Guergué Lafraya, o Projeto está sob Regência e Coordenação Pedagógica da Professora Celeste Alda desde a sua fundação. Assim, o Sonoro Despertar tem construído uma significativa história a serviço de crianças e adolescentes de cinco bairros da Região Nordeste de Belo Horizonte: São Marcos, Maria Goretti, Ipê, Eymard e Alvorada.

Podem ingressar no Sonoro Despertar crianças com idades entre 7 e 10 anos, desde que alfabetizadas e que cumpram alguns requisitos, como por exemplo, estar matriculada em escola regular, apresentar frequência e pontualidade nas aulas de música oferecidas pelo Projeto, praticar o instrumento em casa e ter o acompanhamento das famílias.

 

 

 

 

 

VEJA TAMBÉM