Você está em:

Obra social ajuda comunidade com geração de renda e formação profissional

O Santuário Santo Antônio de Roça Grande desenvolve uma série de projetos sociais, como o Pão de Santo Antônio, o Roça Grande Melhor e Quatro Operações. Por meio dessas iniciativas, a comunidade de Santo Antônio, distrito de Sabará, é amparada. Segundo os coordenadores dos projetos, os trabalhos que desenvolvem em prol dos mais necessitados têm em comum o incenivo para que as pessoas busquem autonomia na condução de seus projetos de vida.

 

Santuário Santo Antônio de Roça Grande: referência de ação social na comunidade Milhares de devotos visitam o templo durante todo ano

 

Pão de Santo Antônio

 

O projeto Pão de Santo Antônio, por exemplo, foi criado em 2002, para dar oportunidade de trabalho àqueles que passavam o dia na praça de Roça Grande, e às demais pessoas da comunidade em risco social,  como os dependentes  de álcool e drogas.

 

O projeto tem duas frentes de trabalho: uma horta comunitária e o centro de produção e renda, onde são oferecidos cursos de bordado, tapeçaria e pintura. A coordenadora Elenice de Oliveira – voluntária da paróquia e funcionária pública, explica que a ideia é ensinar as pessoas a construírem estrutura própria que lhes garantam o sustento com dignidade.

 

Atualmente, o Pão de Santo Antônio reúne 12 pessoas com idade a partir de 15 anos em aulas de artesanato ministradas por Elenice. Na horta comunitária, os participantes do projeto  cultivam produtos naturais  que  proporcionam complementação da renda familiar.

 

 
 Na horta comunitária a oportunidade de complementação da renda familiar

A paróquia atua organizando as atividades e como  articuladora de parcerias entre os setores público e privado, que viabilizam os projetos.  O terreno, por exemplo, foi cedido pelo Hospital Cristiano Machado e cercado com tela pela Prefeitura.  O Hospital também cedeu o espaço para a realização do Curso de Olericultura, destinado À formação de agricultores especializados em hortas. As aulas, inicialmente, foram ministradas por funcionários do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MG) e, a partir de agora, os  trabalhos serão acompanhados pela Emater.  Já o preparo do solo, adubação, plantio e manutenção da horta é de total responsabilidade dos participantes do projeto.  

 

De acordo com Elenice, além do apoio imediato às famílias, o objetivo do Pão de Santo Antônio, a médio prazo, é criar uma nova cultura  que  deixe para traz atitudes como pedir esmola ou simplesmente ficar sentado na praça, esperando que alguém apareça para oferecer alimentos.

 

Roça Grande Melhor  

 

Atividades pedagógicas ajudam a desenvolver a criatividade e coordenação motora… …enquanto as oficinas  reúnem  os participantes do projeto  para refletir sobre cidadania

 

O projeto Roça Grande melhor consiste em atendimento a 300 crianças e adolescentes com idades entre 6 e 18 anos, em situação de risco social, desenvolvendo atividades fora do horário escolar. As crianças que estudam à tarde são atendidas de manhã, e vice e versa. Todas almoçam e lancham no projeto, que também oferece jogos e atividades pedagógicas, como apoio para fazer o dever de casa, esportes como futebol e badminton (um esporte olímpico ainda pouco conhecido no Brasil, embora seja a segunda modalidade mais praticada no mundo, especialmente na Ásia e no Oriente).  A prática é semelhante a do tênis, porém no lugar da bola usa-se peteca. Sabará é referência em Minas.  As crianças aprendem ainda capoeira, jogar xadrez e fazer artesanato. Elas também têm acesso a uma sala de informática com acompanhamento de um monitor para fazer pesquisas escolares, aula de digitação e conhecimentos básicos.

 

O futebol é um dos esportes preferidos do participantes do projeto Sabará é referência em Minas na modalidade  no badminston

A coordenadora Rosângela Stela Fontanive, vice-presidente da ONG Grupo das Samaritanas, responsável pelo Roça Grande Melhor, disse que a formação integral dos participantes do projeto inclui  um cuidado especial com a autoestima deles. “Sempre que possível programamos passeios e todos os meses comemoramos os aniversariantes com uma festa. A ideia é suprir as carências que eles trazem de casa, especialmente os mais pobres”.

 

As crianças se divertem e se exercitam jogando capoeira… ...aprendendo técnicas de artesanato… …e melhoram o desempeho escolar na sala de informática

 Os adolescentes maiores de 16 anos são encaminhados para cursos profissionalizantes, fruto de parceria com o Senai, e apresentados ao mercado por meio de cartas enviadas pelo projeto Roça Grande a empresas adeptas do Programa Menor Aprendiz. “É gratificante o retorno das mães, que se mostram felizes não só pela colocação dos filhos no mercado de trabalho, por eles encontrarem um bom direcionamento para suas vidas”, afirma Rosângela.

 

As famílias também são contempladas com cursos de produção de salgados, chocolates e estética para os pais das crianças, e acompanhadas com visitas dos  agentes do projeto.

 

Projeto Quatro Operações  

 

O Projeto Quatro Operações leva atendimento de qualidade a pessoas que não possuem plano de saúde e não têm acesso a consulta particular. O atendimento é realizado por uma equipe de profissionais voluntários que, atualmente, recebe mensalmente em torno de 30 pessoas para consultas.

Presente em algumas paróquias da Arquidiocese de Belo Horizonte, esta grande rede de voluntariado, existente desde o ano 2000, visa a captar e organizar colaboradores das áreas de Psicologia, Direito, Nutrição, Psicopedagogia, Terapia Ocupacional e demais profissionais no campo social.

 

No Santuário Santo Antônio de Roça Grande, são prestados os serviços de psicologia e nutrição e fonoaudilogia. O atendimento é feito no salão paroquial mediante pagamento de valor simbólico pelas consultas e sessões. Segundo a psicóloga do projeto, Kátia Canela Vieira, o acesso a tratamento psiquiátrico é garantido a pessoas que não têm plano de saúde, por meio de parceria do Santuário com um médico de Belo Horizonte, nos mesmos moldes dos outros atendimentos.  Para usufruir dos serviços prestados ou integrar a rede de voluntariado, é só entrar em contato com a secretaria do Santuário por meio do site http://www.santuariosantoantonio.org.br/obras-social.php  .