Você está em:

Nota de solidariedade pelo falecimento de dom Benedicto Ulhôa Vieira

A Arquidiocese de Belo Horizonte manifesta solidariedade aos familiares e amigos de dom Benedicto Ulhôa Vieira, arcebispo emérito de Uberaba (MG). 

Dom Benedicto Ulhôa Vieira, tinha 93 anos e faleceu na tarde do domingo, dia 3, em decorrência de falência múltipla dos órgãos. Internado desde o mês passado no Hospital São José, apresentava um quadro de asma crônica e insuficiência renal.


Trajetória

Dom Benedicto Ulhôa Vieira foi nomeado bispo em 29 de novembro de 1971, pelo papa Paulo VI. Escolheu como lema episcopal “Em nome do Senhor”, desempenhando importantes atividades na Igreja no Brasil. Foi bispo auxiliar da arquidiocese de São Paulo (1972-1978), presidente do regional Leste 2 da CNBB, por três mandatos. Em 1978, foi nomeado arcebispo de Uberaba (MG), onde permaneceu por dezoito anos, sendo responsável pela ordenação de 30 padres, criação de 11 paróquias e a reabertura do Seminário São José.

Dedicou-se aos estudos acadêmicos, obtendo o título de doutor em Teologia pela PUC (SP), em 1953. Escreveu milhares de artigos e diversos livros, entre eles, “Palavras de amizade e fé”, “Pregando sobre as colinas”, “Pregai o Evangelho” e “Entardecendo”, publicado em 2008. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico e da Academia de Letras do Triângulo Mineiro.

Foi vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) de 1983 a 1987.