Você está em:

Nesp publica livro sobre o semiárido brasileiro

O número 6 dos Cadernos Temáticos do Núcleo de Estudos Sociopolíticos (Nesp), órgão da PUC Minas e da Arquidiocese de Belo Horizonte, tem como tema central a vida no semiárido e, sobretudo, a fé e a luta de um povo para sobreviver em um amplo território onde pobreza e sofrimento são ainda tão presentes. O semiárido brasileiro compreende, na atualidade, uma vasta região que abrange 1.135 municípios integrantes dos estados do Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e Minas Gerais, em uma extensão de 982.563,3 km².

Esta sexta edição dos Cadernos é fruto de parceria entre o Nesp e o Observatório Social do Nordeste. Fundado em 2012, em Campina Grande, na Paraíba, o Observatório busca articular em rede entidades diversas que se dedicam a análises relativas ao semiárido brasileiro, visando à produção de saberes que possam orientar projetos e políticas públicas e fomentar o controle da sociedade sobre as ações do governo.

De acordo com os organizadores da obra, Adriana Maria Brandão Penzim, Claudemir Francisco Alves, Roberto Jefferson Normando e Robson Sávio Reis Souza, é nesse contexto que a Igreja Católica tem tido ao longo dos anos papel significativo, mantendo um olhar atento a tal realidade, que se impõe complexa e desafiante, buscando compreender em profundidade e extensão os problemas que ali se manifestam, visando dar-lhes efetiva solução. “Trata-se, em especial, de opor-se a um certo modelo amplamente difundido e que histórica e culturalmente se implantou em nosso país e que toma o semiárido como bolsão de pobreza e atraso cuja causa é a seca, a qual se deve combater por meio de obras portentosas e medidas drásticas que não mais fazem que manter ao longo de muitos anos o privilégio de minorias e a concentração de terras e de recursos em mãos da elite”.

Contrapondo-se a esse paradigma reducionista, que aparta sujeito humano e natureza, o novo modelo tem-se pouco a pouco difundido, prosseguem os organizadores. Reafirmando a necessária reconciliação daquilo que foi separado, assevera a importância da convivência com o semiárido e orienta o desenvolvimento sustentável por meio do incentivo a práticas econômicas adequadas às potencialidades e aos limites daquele ecossistema.

A Carta Encíclica Laudato Sì, do Papa Francisco, a todos exorta à proteção à nossa casa comum, o planeta Terra, o que exige que se difundam novas maneiras de entender a economia e o progresso com vistas a preparar um “futuro melhor, pleno de justiça, paz, amor e beleza”.

Desde a primeira edição, em 2011, os Cadernos Temáticos do Nesp, publicados anualmente, propõem-se a divulgar artigos, ensaios, relatórios de pesquisas, entrevistas, resenhas e outras produções textuais que possam ampliar o debate e a reflexão sobre temas de especial relevância no mundo contemporâneo, principalmente no que tange à realidade brasileira.

Interessados na publicação devem entrar em contato com o Nesp pelo e-mail nesp@pucminas.br.