Você está em:

Missa do Trabalhador: fiéis celebram São José Operário

A Praça da Cemig ficou repleta de fiéis para a Missa dedicada aos trabalhadores – Solenidade de São José Operário

A Praça da Cemig ficou repleta de fiéis para a 41ª Missa pelo Dia do Trabalhador, tradicionalmente realizada na Solenidade de São José Operário. Pela primeira vez, a Celebração Eucarística foi presidida pelo bispo auxiliar dom Otacílio Ferreira de Lacerda, que recentemente iniciou seu ministério na Arquidiocese de Belo Horizonte. Os fiéis o acolheram com carinho e entusiasmo. Muitos fizeram questão de cumprimentá-lo, antes e, especialmente, após a Missa.

 

Pela primeira vez, a Celebração foi presidida por dom Otacílio

Dom Otacílio, durante a homilia, recordou que a Solenidade de São José Operário é celebrada pela Igreja Católica desde 1955, uma homenagem também a cada trabalhador. Pediu orações para os bispos que estão reunidos em Aparecida, para a Assembleia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), ressaltando a recente mensagem publicada pela instituição sobre o momento atual do país. “Nós bispos não podemos ficar indiferentes. Na mensagem, ressaltamos que os trabalhadores precisam ser ouvidos. A vida humana é sagrada e vivemos momentos difíceis. Mas devemos ter esperança”, disse o Bispo Auxiliar. Conforme explicou dom Otacílio, as dificuldades atuais impõem à Igreja o desafio de fortalecer ainda mais suas pastorais sociais, um trabalho que deve ser assumido por todo o Povo de Deus.

 

Em referência à liturgia do dia, o Bispo Auxiliar destacou três aspectos. A primeira leitura narra a ação de Deus durante a criação do mundo e mostra o papel atribuído à humanidade: “O trabalho é a forma de continuarmos a criação de Deus. Por isso, a sacralidade do trabalhador não pode ser esquecida”, ensinou dom Otacílio. O segundo aspecto diz respeito à lição de São José que, de acordo com a narrativa do Evangelho, dedicou seu suor ao ofício de carpinteiro para manter a Sagrada Família. “Quantas lições Jesus deve ter ouvido na oficina de São José. Lá Ele aprendeu a importância do trabalho. Do suor de São José, veio o pão material. Do suor de Cristo, seu sangue na Cruz, o pão espiritual”, sublinhou o Bispo Auxiliar. Em seguida, dom Otacílio apresentou sua terceira consideração: a necessidade de todos, nos momentos difíceis, testemunharem a fé. “Intensificarmos a caridade, oferecermos a razão da nossa esperança”, concluiu.

 

Muitos meios de comunicação fizeram reportagens sobre a Missa, que teve transmissão ao vivo pela TV Horizonte, Rádio América e Rádio Gospa Mira. Nos links é possível acompanhar as reportagens:

 

TV Globo/Portal G1
TV Alterosa
TV Band
Rádio Itatiaia
Rádio CBN
Rádio Inconfidência
Estado de Minas/Portal Uai
Jornal Hoje em Dia
O Tempo