Você está em:

Mensagem de dom Walmor para o dia de Finados

Amados e Amadas de Deus, saúde e paz!

A Igreja crê, professa e espera a Vida Nova que o Deus, Pai da misericórdia, nos dá em Jesus Cristo Ressuscitado, o Vencedor da morte. Nossos olhos que choram pela partida de nossos familiares e amigos poderão vislumbrar, pela fé, o despontar da Luz da Vida, que Cristo inaugura por sua Ressurreição. Mesmo desafi ados pela finitude que nos irmana – todos morrem – reafi rmamos: “nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem as potências, nem a altura, nem a profundeza, nem outra criatura qualquer será capaz de nos separar do amor de Deus, que está no Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 8,38-39).
 
A fé nos ensina que na morte seremos todos abraçados pelo amor misericordioso de Cristo Jesus. Por isso, somos convocados a contemplar, nesse mistério que celebramos hoje, a bondade do Senhor, que se revela nos muitos sinais de salvação, presentes em nossa história e no decorrer de nossas vidas. Desejo que este dia seja verdadeira oportunidade para renovar a fé na Vida Nova que o Pai nos predestinou a viver, desde a fundação do mundo. Assim, não cessaremos de proclamar ao mundo: “Eu sei que o meu redentor está vivo […] verei a Deus. Eu mesmo o verei, meus olhos o contemplarão” (Jó 19,25-27).

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte