Você está em:

Iniciativa apresenta Santuário da Padroeira de Minas Gerais a 1.600 estudantes de escolas públicas

Cerca de 1600 alunos da rede pública de ensino do município de Caeté (MG) estão conhecendo mais sobre a história do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais, dentro de uma programação que ocorre nesta semana (de 9 a 13 de setembro). Reunidas em grupos, cada um com oitenta alunos, as crianças aprendem mais sobre a natureza e os bens históricos e culturais ligados à religiosidade, para compreenderem melhor sobre a importância de cuidar e valorizar sempre mais o Santuário da Padroeira de Minas Gerais.

Ao final da atividade educativa, que está sendo realizada em uma carreta itinerante no Ginásio Poliesportivo de Caeté, os estudantes se organizam em equipes menores e confeccionam uma maquete da Ermida da Padroeira de Minas Gerais – a menor basílica do mundo, singela igreja que fica no ponto mais alto do Santuário. Os alunos ainda levam para casa um material didático para confeccionar a maquete junto com seus familiares.

Localizado no alto da Serra da Piedade, o Santuário Basílica da Padroeira de Minas Gerais recebe peregrinos desde o século 18, há mais de 250 anos. Na Basílica que fica no ponto mais alto da Serra está a imagem de Nossa Senhora da Piedade, uma das primeiras obras do Mestre Aleijadinho. O Santuário, além de ser referência na arte barroca, reúne outras belezas arquitetônicas e rico acervo histórico-cultural. Além disso, está inserido em bioma único, com exemplares da fauna e da flora de três tipos de vegetação: Cerrado, Mata Atlântica e Campos Rupestres. A Serra da Piedade é reserva da Biosfera reconhecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O Santuário é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG) e outras instituições que defendem o patrimônio histórico e artístico.

A iniciativa Conhecer para Cuidar é realizada a partir de lei de incentivo à cultura, com apoio da Prefeitura Municipal de Caeté(MG), coordenada pela Associação de Desenvolvimento Regional Integrado (Aderi), entidade do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade. A Associação busca promover o desenvolvimento sustentável de toda a região da Serra da Piedade. O material didático preparado para auxiliar os alunos foi planejado por professores universitários que integram a Aderi e confeccionado pela Asa Produções, produtora ligada à área cultural que organiza as visitas.