Você está em:

Informe Pastoral Presbiteral – Agosto

Livro: Presbítero – Discípulo do Senhor e Pastor do Rebanho

O padre Paulo Sérgio Carrara apresenta o livro “Presbítero – Discípulo do Senhor e Pastor do Rebanho” nesta sexta-feira, dia 30 de agosto, às 20h, na Igreja São José – Rua Tupis, 164, Centro – Belo Horizonte. Texto-base do 17º Encontro Nacional dos Presbíteros, o livro indica, de modo sintético, alguns elementos da teologia, espiritualidade e missão do presbítero.

A boa aceitação do texto é que fez brotar a ideia de publicá-lo em forma de livro. Padre Carrara propõe uma reflexão sobre a redescoberta do significado do ministério presbiteral para a Igreja, chamada a ser sinal do Reino de Deus no meio do mundo.

 

Palestra sobre vocação com o monge beneditino Anselm Grüm, Convivium Emaús

Destinada a sacerdotes, religiosos e religiosas, a palestra “Trabalho e espiritualidade”, com o monge beneditino Anselm Grüm, será realizada no Convivium Emaús. Na palestra, Grüm desenvolverá reflexão sobre o trabalho vocacional e a missão de servir, caminhos que levam à realização pessoal. Autor com mais de 300 obras, o monge beneditino e doutor em teologia Anselm Grün, aos 19 anos, entrou para a Abadia Beneditina Muensterschwarzach, na Bavária, onde vive até hoje.

A palestra será no dia 25 de setembro, às 14h30, no Convivium Emaús (Rua Ibirabitanga, 235, bairro Dom Cabral). Inscrições podem ser feitas por e-mail: secretaria.convivium@arquidiocesebh.org.br ou telefone: 31-3375-2233 ou 31-3412-1814.

 

Projeto Sexta de Música Erudita na PUC Minas

O Espaço Cultura e Fé da PUC Minas apresenta audição de música erudita nesta sexta-feira, dia 30 de agosto. Oportunidade para apreciar um belo repertório para piano e violino, preparado por alunos e professores da Universidade do Estado de Minas Gerais – às 18h, prédio 7, Unidade Coração Eucarístico.

 

Exposição das obras de Paul Klee – Primeira vez na América Latina

A exposição reúne, pela primeira vez na América Latina, mais de 100 obras do suíço Paul Klee (1879-1940). São 16 pinturas, 39 papéis, 5 gravuras, 5 fantoches e 58 desenhos, além de objetos pessoais do artista. Ele transitou por diversos estilos, como o Cubismo, o Expressionismo, o Construtivismo e o Surrealismo.

Mas não cabe atribuir ao seu legado artístico nenhum em particular, tendo alcançado uma notável expressão pictórica própria, que reforçou seu papel central na história moderna da arte. A exposição pode ser vista no Centro Cultural Banco do Brasil, Praça da Liberdade , 450, bairro Funcionários.