Você está em:

Igreja no Brasil apresenta ações para o Pacto Educativo Global – 31 de janeiro

“Para educar uma criança, é necessária uma aldeia inteira”. Com esse provérbio africano, o Papa Francisco reconhece a necessidade de unir esforços para formar pessoas maduras, com responsabilidade na construção do bem comum, e evoca uma ampla aliança pela educação envolvendo toda sociedade.

Atendendo a esse chamado, no próximo dia 31 de janeiro de 2020, às 15h, no auditório dom Helder Câmara, em Brasília (DF), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio de sua Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação, a Associação Nacional de Educação Católica (Anec), a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) e outros organismos realizam o lançamento nacional do projeto “A Igreja no Brasil, com o Papa Francisco, pelo Pacto Educativo Global”.

No lançamento, será apresentado o Pacto Educativo Global, a ser celebrado no Vaticano, pelo Papa Francisco, em 14 de maio de 2020. O convite foi lançado pelo Santo Padre, no dia 12 de setembro de 2019, com o objetivo de “Reconstruir o pacto educativo global” e celebrar os 5 anos da Encíclica Laudato Si, sobre o cuidado da casa comum. A liderança do Papa nesse processo já havia sido apontada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, a UNESCO, quando a instituição indicou que a humanidade carece de “uma autoridade moral” capaz de liderar uma aliança mundial pela educação, como o Papa Francisco.

No evento realizado na CNBB, o Grupo de Trabalho apresentará para toda a Igreja no Brasil uma proposta de caminho de vivência, partilha de experiências em preparação à celebração do “Pacto Educativo Global” e um itinerário pós 14 de maio. O projeto prevê uma série de atividades, como um Seminário Nacional de Educação, sensibilização sobre o Pacto Educativo na 58ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, em abril deste ano, e uma plataforma online para partilha de projetos e práticas educativas na perspectiva do Humanismo Solidário e da ecologia integral, proposta pela encíclica Laudato Si.