Você está em:

Fundação Hospitalar Nossa Senhora de Lourdes: mudanças no estatuto

O padre Márcio Nicolau da Silva foi eleito, por unanimidade, presidente da Fundação Hospitalar Nossa Senhora de Lourdes (FHNSL). A eleição de um novo presidente já estava prevista nas recentes mudanças no estatuto da instituição. Agora, conforme determina o estatuto, o Conselho Curador da FHNSL elegerá, a cada três anos, um novo presidente. Assim, a Arquidiocese de Belo Horizonte, após cumprir sua missão na presidência da Fundação por quase uma década (de 2007 a 2015), pode se concentrar ainda mais nos trabalhos de evangelização no Hospital Nossa Senhora de Lourdes, além de integrar, com seus representantes, o Conselho Curador da Fundação Hospitalar. A atuação da Arquidiocese de Belo Horizonte na Fundação Hospitalar Nossa Senhora de Lourdes, dessa forma, volta-se ainda mais para a sua missão e vocação original: pastoral e o anúncio dos valores do Evangelho.   
 
Essa mudança contribui para aumentar, ainda mais, o envolvimento e o comprometimento das outras instituições representadas no Conselho. Também permite a renovação no processo do exercício da presidência da FHNSL. Durante essa assembleia, os conselheiros enalteceram o trabalho desenvolvido pela Arquidiocese de Belo Horizonte durante a gestão da Fundação, de 2007 a 2015. Os números da Instituição mostram os avanços alcançados nesse período: 
 
Crescimento do patrimônio social em 140% em relação a 2006. 
Incremento dos ativos da instituição em mais de 75%. 
Houve expansão do número de atendimentos realizados no Hospital Nossa Senhora de Lourdes: em média, 22 mil atendimentos por mês, no período de 2007 a 2015. 
Aprimoramentos nos processos de gestão e controles internos. 
Investimentos para revitalizar a infraestrutura. 
Reforma do estatuto da FHNSL, modernizando-o e atribuindo-lhe maior dinamismo.