Você está em:

Fiéis celebram a Imaculada Conceição de Maria

Os sinos tocaram e os fiéis, devotos de Maria, respoderam ao chamado. Partiram de diferentes lugares da Região Metropolitana de Belo Horizonte e se reuniram no Santuário Arquidiocesano Nossa Senhora da Conceição dos Pobres, bairro Lagoinha, para participar da Missa, celebrada pelo arcebispo dom Walmor.

Muitos, em silêncio, mesmo antes da celebração, já no Santuário, dedicaram orações a Nossa Senhora, pedindo a sua intercessão, e agraderam por graças alcançadas.

Durante a Missa, o arcebispo dom Walmor destacou que a Festa da Imaculada Conceição ajuda a cada pessoa a reacender no olhar a luz da esperança, contemplando Maria. Lembrou que o Santuário dedicado à Imaculada Conceição é escola. “Lugar para tomarmos consciência da nossa pobreza e também nos ensinar a cuidar dos pobres.”

A Festa da Imaculada Conceição, conforme disse o Arcebispo, recorda a pobreza humana e o projeto de Deus-Pai: a nossa redenção. “O pecado incapacita a humanidade a cuidar do outro, que é irmão. A Imaculada Conceição nos ajuda a reencontrar a graça de Deus, que realizou em Maria o admirável: a preservou de todo o pecado.”

Dom Walmor sublinhou que a graça de Deus nos santifica e, no caminho do amor, abre corações, clareia inteligências, “para encontrarmos formas de vencer a exclusão de tantas pessoas, que não têm nada.”

Ao concluir a homilia, o Arcebispo pediu: “Que a Imaculada Conceição continue levando esperança aos corações.”

Neste dia 8 de dezembro, desde às 6h, são celebradas Missas a cada duas horas. Após a última celebração, às 18h, os fiéis realizam procissão luminosa pelas ruas do bairro Lagoinha