Você está em:

Feira de Economia Solidária na PUC Minas

A Arquidiocese de Belo Horizonte realiza a Feira de Economia Solidária, por meio do  Vicariato Episcopal para Ação Social e Política, do Fórum Mineiro de Economia Popular Solidária e da PUC Minas.

Oitenta grupos de expositores, que comercializarão produtos produzidos por eles próprios, em sistemas de cooperativa ou produção familiar, estarão reunidos na unidade Coração Eucarístico da Universidade. O evento acontece entre 8 e 10 de maio, de 9h às 21h, e no sábado, dia 11, de 9h às 13h. A entrada é gratuita. O grupo cultural Talentos Solidários, composto por expositores da feira, apresentará danças e músicas nos dias do evento.

A economia solidária vem se apresentando, nos últimos anos, como inovadora alternativa de geração de trabalho e renda e uma resposta a favor da inclusão social. Compreende uma diversidade de práticas econômicas e sociais organizadas sob a forma de cooperativas, associações, clubes de troca, empresas autogestionárias, redes de cooperação, entre outras, que realizam atividades de produção de bens, prestação de serviços, finanças solidárias, trocas, comércio justo e consumo solidário.

 

Gesto concreto da Campanha da Fraternidade

Realizada desde 2010, no campus Coração Eucarístico da PUC Minas, a Feira de Economia Solidária começou suas atividades como um gesto concreto da Campanha da Fraternidade daquele ano, cuja temática foi Economia e Vida.
 

“Os empreendimentos solidários prezam pela comercialização com respeito ao próximo, sem o exclusivo interesse pelo lucro”

A proposta é apresentar uma abordagem diferenciada para as questões econômicas, a partir dos empreendimentos solidários, que prezam pela igualdade de direitos
entre homens e mulheres, pela justiça social e pela comercialização com respeito ao próximo, sem unicamente o interesse pelo lucro.

Assim, a parceria entre a Pró-reitoria de Extensão da PUC Minas (Proex), o Vicariato Episcopal para Ação Social e Política (Veasp) da Arquidiocese de Belo Horizonte e o Fórum Mineiro de Economia Popular Solidária traz para a Universidade grupos que comercializam produtos de artesanato, confecções, bolsas, artigos de reciclagem, medicina popular, alimentação, artigos da cultura indígena e quilombola.

Também na PUC Minas em Betim, o projeto de extensão Gestão de empreendimentos de economia solidária atua em prol da redução da vulnerabilidade social do indivíduo e de sua família, por meio da incubação de empreendimentos solidários.  Dessa forma, é possível fomentar a sustentabilidade e promover a emancipação social, a partir
de capacitações técnico-gerenciais, assessorias gerenciais, formação humanística e mobilização e organização social.