Você está em:

Evento beneficente terá recursos revertidos para Creche Comunitária da Paróquia Cristo Operário

Paróquia Cristo Operário, no bairro Planalto, realiza evento  beneficente animado com música e dança, no dia 9 de abril. Toda a renda será revertida para a manutenção da creche comunitária da Paróquia, que acolhe 78 crianças com idades de dois a cinco anos. Elas pertencem a famílias das comunidades Vila São Tomaz de Aquino, Biquinhas, Conjunto Habitacional Campo Alegre, Vila Clóris, São Bernardo, Heliópolis e Floramar.

As crianças permanecem durante todo o dia na creche, onde recebem quatro refeições diárias e escolarização conforme modelo pedagógico proposto pela  Secretaria Municipal de Educação, que inclui o aprendizado da linguagem digital especialmente para aquelas que não têm acesso à internet.  A coordenadora administrativa, Alcione Gabriele Ferreira, explica que há um plano de ação que visa ao desenvolvimento das crianças, de modo que, ao final da permanência delas na creche, estejam preparadas para iniciar o ensino fundamental.

A dedicação e competência dos funcionários fazem com que os pais não meçam esforços para ter seus filhos na instituição. As crianças aprendem noções de cidadania e convívio social que incluem conceitos e valores de igualdade racial, social e religioso.

Elas são convidadas a participar de palestras com psicólogos, de reuniões com os pais e de festas que têm caráter pedagógico, como o dia das mães, dos pais, dia da família, festa junina etc.

Ajudar as famílias, em suas necessidades materiais, é mais uma, dentre as atribuições da equipe da Creche Cristo Operário, realizada com o apoio da Sociedade São Vicente de Paulo. Os educadores também ajudam as crianças e seus familiares a conseguirem  atendimento médico e psicológico em casos de urgência e ainda orientam sobre as políticas públicas.

Manter a Creche para 80 crianças, em tempo integral, de acordo com Alcione Ferreira, é desafio constante, principalmente pelo custo financeiro. O convênio com a Prefeitura de Belo Horizonte cobre apenas o pagamento mensal dos funcionários.  As outras despesas, inclusive o 13º salário dos funcionários, férias e encargos sociais ficam por conta da instituição. Os recursos para esse fim e a complementação da alimentação fornecida pela prefeitura vêm de doações, promoção de festas e pequenas contribuições voluntárias dos pais.