Você está em:

Encontro Latino-Americano de Pastorais Universitárias


 

Realizado durante o CMUC, o Encontro Latino-Americano de Pastorais Universitárias reuniu 300 participantes entre bispos, jovens, leigos e representantes de dioceses do Brasil, Chile, Argentina, Venezuela, Equador, México, Bolívia e Uruguai. O evento teve como objetivo a reflexão sobre as linhas gerais da Pastoral Universitária e os desafios para se delinear um novo rosto para a América Latina.

“O Encontro Latino-Americano não poderia estar desvinculado do CMUC, porque reflete o papel da Igreja na construção de um mundo mais justo e fraterno, que divulgue os valores do Evangelho”, pontuou a assessora do Setor Universidades da CNBB e organizadora do evento, irmã Eugênia Lloris Aguado.

Destaque para mesa redonda “Os novos sentidos e significados na América Latina”, que colocou em debate a relação do jovem universitário com a Igreja, a importância da presença de homens e mulheres de fé no ambiente acadêmico e os novos desafios para a Igreja diante dos novos tempos, como sugere a temática do CMUC: Novos Tempos, Novos Sentidos. A atividade contou com a participação do bispo auxiliar de São Salvador, dom Gregório Saez e do reitor da PUC Minas dom Joaquim Giovani Mol.

Dom Joaquim Mol destacou  que as novas tecnologias geram perplexidade e adesão no meio social e, diante das demandas atuais, a Igreja carece de regras e também de pessoas para que seja, também, contemporânea. O reitor da PUC Minas ressaltou a importância de se encontrar uma causa comum para estimular a presença viva do Evangelho no meio universitário. “Faz-se necessário buscar um rosto comprometido para a melhoria desse mundo, uma busca por uma educação de qualidade”, pontuou. O bispo também citou uma reflexão do papa Francisco: um cristão que não é revolucionário nesse tempo não é cristão. Dom Gregório refletiu o ideal da missão da Igreja, a partir da experiência deixada por Jesus Cristo. “Que seja autenticamente pobre, autêntica e pastoral”, disse.

O Encontro contou com a presença do presidente da CNBB, dom Raymundo Damasceno, que fez uma reflexão sobre o protagonismo do jovem no ambiente social. Ele destacou a importância do testemunho cristão no  meio acadêmico, considerando que a universidade prepara cidadãos para assumir responsabilidades profissionais e na própria comunidade”, avaliou.