Você está em:

“Eis-me aqui, envia-me” (Is 6,8)

O ciclo pascal, que é o período da Quaresma, Semana Santa, período da Páscoa até Pentecostes, nos mostra que temos diante de nós novo caminho e novo tempo. Não é e não pode ser mais um novo caminho e tão pouco mais um novo tempo, mas o caminho e o tempo por excelência que temos como dom a ser vivido e graça a ser experimentada gerando em nós o novo. Um caminho a ser percorrido e um tempo a ser vivido com profunda intensidade juntamente com a Campanha da Fraternidade deste ano: “Fraternidade e Juventude”: “Eis-me aqui, envia-me”. (Is 6,8).

Esta Quaresma com a Campanha da Fraternidade quer ser com a juventude em nossas vidas, comunidades, paróquias, Igrejas, escolas e diversas instâncias da sociedade um tempo muito favorável, um tempo de muita graça e cheio dos sinais maravilhosos de nosso Deus em que cada jovem possa dizer: “Eis-me aqui, envia-me” (Is 6,8).

A abertura da Campanha da Fraternidade em nossa Arquidiocese com a corrida e a caminhada com os jovens foi um momento muito fecundo. Cada jovem carrega uma força física muito grande. Mas é verdade também que cada jovem carrega em si uma força espiritual muito significativa. Acredito que a Campanha da Fraternidade deste ano vem nos tirar de um sono despertando em nós essa necessidade tão urgente de termos um olhar pastoral e evangelizador para os nossos jovens.

 

A Campanha da Fraternidade deste ano vem nos tirar de um sono despertando em nós essa necessidade tão urgente de termos um olhar pastoral e evangelizador para os nossos jovens.

Somos convidados, enquanto Igreja, a cuidar dessa luz que são os nossos jovens. Não podemos ignorar ou deixar de considerar os momentos significativos de nossa caminhada de fé, no decorrer deste ano de 2013. Campanha da Fraternidade voltada para os jovens, Semana Missionária com a juventude, Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, Encontro de Universitários Católicos. Esses momentos precisam e muito inspirar-nos, descortinando em nosso meio cristão iniciativas pastorais e evangelizadoras. Como me disse uma jovem da paróquia: “padre, estou sentindo muitos sinais na vida dos jovens neste ano, precisamos avançar”. Pude sentir a palavra de Deus viva na boca daquela jovem recordando o suave e firme convite de Jesus a Simão: “Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca”. (Lc 5, 4).

Muitas iniciativas já estão acontecendo em nosso meio e aqui vale, e muito, recordar de uma dessas inciativas em nossa Arquidiocese que é a leitura orante da Palavra de Deus com nossos jovens, juntamente com o bispo-auxiliar dom João Justino de Medeiros. Muitas outras poderão e deverão ser multiplicadas e incentivadas para que cada jovem no encontro pessoal com Jesus Cristo possa firmemente dizer: “Eis-me aqui, envia-me”. Abramos o nosso coração para que iluminados pelo Espírito possamos fazer nascer e crescer na vida da Igreja essa prontidão missionária tão bonita.

 

 

Pe. Hélio Parreiras
administrador paroquial  da Paróquia Coração de Maria,
Mãe dos Missionários e Assessor  do Setor Juventude da Rensa