Você está em:

“É preciso crer em Jesus Cristo e viver conforme cremos”: mensagem de Páscoa de dom Joaquim Mol

O bispo auxiliar dom Joaquim Mol, reitor da PUC Minas, compartilhou uma forte mensagem de Páscoa. Em forma de versos, o texto pede para que a celebração da Páscoa seja tempo de mudança, “da morte à ressurreição”.

A seguir, o texto na íntegra:

Páscoa da morte à ressurreição!

Para melhorar, como desejamos na Páscoa,
é preciso crer em Jesus Cristo
e viver conforme cremos.
É indispensável
aderir àquele que anunciou o Reino de Deus,
agora crucificado-ressuscitado.

Mas para melhorar – francamente –
são necessários também
novos cidadãos e cidadãs,
novos homens e mulheres,
que vivem em Cristo
e atuam como cristãos de verdade
e não de mentira.
Gente generosa, capaz de perdoar,
gente consciente, capaz de participar,
gente séria, capaz de sorrir,
gente que sonha sozinho e coletivamente,
capaz de se conduzir.

São necessários – fala a verdade! –
novos governadores, deputados e senadores,
novos vereadores, prefeitos,
ministros e presidentes
do judiciário e do Brasil.
Os que aí estão, não servem.
Que ocupem esses cargos
pessoas incansavelmente obcecadas
só pelo bem comum,
pelo Estado do bem-estar social,
pela honestidade e competência,
para que mereçam ser respeitadas,
honradas e honrar nosso povo.
Se for gente decente e educada,
já melhora bem.

– Hão de convir, – para melhorar,
são necessários empresários e empresárias
que odeiam acumular,
sentar nos primeiros lugares,
achar que são bons doando
um pouco aqui e um pouco ali,
sem ao menos triscar as riquezas que amontoaram, – Deus sabe lá como! -;
Sejam empreendedores
que amam a justiça e a igualdade,
colocam a pessoa acima do mercado,
e o trabalho acima do capital,
como ensina a Igreja.

Ah! Os rentistas,
aqueles que juntam riquezas com rendimentos e não trabalham?
Não há lugar para eles.
Definitivamente!
Simples assim.

Para que o povo de Deus
seja bem servido – honestamente -,
na Páscoa da morte à vida,
são necessárias religiões fiéis a Deus,
Igrejas fiéis ao Evangelho do Senhor,
e uma expulsão a chicotadas,
dos que fazem das Igrejas,
de todas as tradições e denominações, covis.
Sejam elas, as Igrejas,
verdadeiras comunidades
dos discípulos e discípulas do Senhor,
orantes, contemplativos, altruístas, atuantes.
Sejam comunidades
de seguidores e seguidoras
Daquele que, ao fazer sua Páscoa
da morte para a vida,
deixou em nossas mãos essas tarefas acima,
dentre muitas outras.

Feliz trabalho de Páscoa/passagem,
no Senhor.

Dom Joaquim Mol
Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte
Reitor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)