Você está em:

Dom Walmor celebra Ação de Graças pelos 110 anos do Colégio Santa Maria

O Colégio Santa Maria está comemorando 110 anos de história. O primeiro colégio da capital mineira vai celebrar esta data especial reunindo alunos, pais, professores e funcionários de suas oito unidades em uma Missa em Ação de Graças.

A celebração será presidida por dom Walmor Oliveira de Azevedo, arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e presidente da Sociedade Mineira de Cultura, mantenedora do Santa Maria. O momento especial será realizado no dia 2 de julho, terça-feira, às 20h, na Paróquia Nossa Senhora do Libâno (Rua Pouso Alegre, 659 – bairro Floresta –  ao lado da Unidade Floresta do Colégio Santa Maria).
 

Colégio Santa Maria: 110 anos de história

A trajetória do Colégio Santa Maria se associa com a história de Belo Horizonte. Os fundadores da capital, tendo à frente o Conselheiro Afonso Pena, decidiram procurar condições para a fundação de um Colégio. O apoio do Barão do Rio Branco, Ministro das Relações Exteriores da época, possibilitou  a vinda das Irmãs Dominicanas, congregação religiosa da França para a capital mineira, com o desafio de aqui criar uma instituição de ensino com a excelência da educação francesa. 

A primeira sede do Colégio Santa Maria foi no palacete Antônio Olinto, onde hoje se localiza a Igreja Nossa Senhora de Lourdes. A segunda sede foi no palacete do Conde de Santa Marinha, perto da Estação Rodoviária. O Colégio Santa Maria instalou-se em sua sede definitiva, em 22 de maio de 1909, na região das ruas Pouso Alegre e Jacuí, no bairro Floresta, onde desenvolveu e ampliou suas atividades.

Com oito unidades, o Colégio Santa Maria é uma das instituições que integram à Arquidiocese de Belo Horizonte. Comprometido com a dignidade humana e com a formação integral de crianças e jovens à luz  dos valores cristãos e princípios éticos, a instituição tornou-se uma referência.

Saiba mais sobre o Colégio Santa Maria.