Você está em:

Dom João Justino é nomeado arcebispo coadjutor da Arquidiocese de Montes Claros

O Papa Francisco nomeou nesta quarta-feira, dia 22 de fevereiro, o bispo auxiliar dom João Justino de Medeiros Silva para a Arquidiocese de Montes Claros. Dom João será arcebispo coadjutor.

O arcebispo dom Walmor agradece dom João Justino pela dedicação à Arquidiocese de Belo Horizonte. “A Arquidiocese de Montes Claros, com a nomeação do Papa Francisco, ganha um dedicado e entusiasmado servidor que, exemplarmente, testemunha o Evangelho de Jesus Cristo. Vamos juntos pedir a Deus que continue a iluminar o ministério de dom João Justino nessa nova missão”.

Dom João Justino de Medeiros Silva é doutor e mestre em Teologia, pela Universidade Gregoriana de Roma. Ingressou no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio em 1984 onde cursou Filosofia e Teologia. Graduou-se em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Juiz de Fora e em Pedagogia pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES/JF). Foi perito da Comissão Episcopal para a Doutrina da Fé da CNBB. Na Arquidiocese de Juiz de Fora, foi Vigário Episcopal para a Cultura, Educação e Juventude e secretário do Colégio de Consultores. Foi professor e coordenador do curso de Teologia do CES/JF. Em 2004, tornou-se reitor do Seminário Arquidiocesano de Juiz de Fora (MG). Na cidade mineira, também foi pároco-solidário na Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Benfica e Paróquia do Bom Pastor. Também foi Vigário Paroquial na Paróquia de São Pedro.

Em 2015, dom João Justino foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e membro do Conselho Episcopal Pastoral (Consep). Também foi eleito presidente da Comissão Episcopal para a Educação, do Regional Leste 2 da CNBB (Minas e Espírito Santo). Em março de 2016,  foi nomeado membro da Comissão de Cultura e Educação  do Setor Universidades do Conselho Episcopal Latino-americano (Celam), responsável pelas pastorais de Educação e Cultura no Cone Sul.

Filho do casal Justino Emílio de Medeiros Silva e Maria de Lourdes Medeiros Silva, dom João Justino nasceu no dia 22 de dezembro de 1966 em Juiz de Fora (MG). Foi ordenado padre em 13 de dezembro de 1992. O Papa Bento XVI o nomeou bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte no dia 21 de dezembro de 2011. Dom João Justino recebeu a ordenação episcopal no dia 11 de fevereiro de 2012, na Catedral de Santo Antônio, em Juiz de Fora (MG).

Mensagem de dom João Justino a Dom Walmor e a todos da Arquidiocese de Belo Horizonte

Prezado Dom Walmor, ao ser anunciada, hoje, minha nomeação como Arcebispo Coadjutor de Montes Claros, vem logo em meu coração o sentimento de gratidão por tudo o que vivi e aprendi nestes cinco anos de ministério episcopal. Servir ao Povo de Deus na Arquidiocese de Belo Horizonte, como bispo auxiliar, foi uma enorme dádiva para que eu compreendesse de modo profundo os horizontes da missão da Igreja. Mais uma vez o senhor foi meu formador: em Juiz de Fora, me ensinou a ser padre. Nestes últimos anos, me ensinou a ser bispo, servidor do Povo de Deus, nesta querida Igreja de Belo Horizonte. Conviver com o senhor e com os irmãos bispos – Dom Joaquim Mol, Dom Edson Oriolo, Dom Wilson Angotti e Dom Luiz Gonzaga – foi especial oportunidade de crescimento. Sinto-me abençoado por esta experiência que agora se conclui com o envio da Igreja: “Sai” de Belo Horizonte e “vai” para Montes Claros. Respondo, na serenidade e na fé: Eis-me aqui. Envia-me para dar testemunho da luz.

A minha gratidão se estende, especialmente, à Região Episcopal Nossa Senhora da Piedade, onde pude acompanhar bem de perto a vida das comunidades na atenção ao clero e aos leigos. Em todos os lugares por onde passei sempre fui muito bem acolhido e ouvido. Na memória agradecida guardarei as melhores lembranças da generosidade, da benevolência e da hospitalidade fraterna das pessoas da Rensp, como carinhosamente chamamos a Região Episcopal. Gratidão ao padre José Marcilon da Silva que esteve ao meu lado como Vigário Episcopal nestes cinco anos. Votos de abençoada missão ao padre Marcelo Carlos da Silva, SSS, novo Vigário Episcopal da Rensp.

Expresso minha gratidão, também, às Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, aos membros e colaboradores dos serviços arquidiocesanos, a exemplo da Secretaria Geral, Cúria da Rensp, Chancelaria, Tribunal Eclesiástico, Vicariato Episcopal para a Ação Pastoral, CAMENC, SAVC, Pastoral Presbiteral, SAJ, SAV, Assessoria de Comunicação e Marketing, SACEJ, todos os servidores da Mitra Arquidiocesana e Instituições vinculadas à Arquidiocese.

Agora que o Projeto de Evangelização “Proclamar a Palavra” está dando os seus primeiros passos, levarei comigo o aprendizado dos processos participativos e comunitários que aqui pude viver.

Chegue ao coração de cada bispo, padre, diácono, consagrado e consagrada, religioso e religiosa, vocacionado e vocacionada, leigo e leiga a minha gratidão pelos caminhos que percorremos juntos. Confio que me acompanhará a Mãe da Piedade, cujo manto se estende por todas as terras mineiras. Conto com a amizade e a oração de todos.

+ João Justino de Medeiros Silva
Nomeado Arcebispo Coadjutor de Montes Claros

Belo Horizonte, 22 de fevereiro de 2017, Cátedra de São Pedro Apóstolo

Mensagem de dom João Justino ao Arcebispo Dom José Alberto Moura e a todos da Arquidiocese de Montes Claros

Prezado Dom José Alberto Moura, com sentimento de gratidão ao Papa Francisco por confiar-me a missão de Arcebispo Coadjutor de Montes Claros, apresento a minha saudação fraterna ao senhor e a todo Povo de Deus da Arquidiocese de Montes Claros. Acolhi com serenidade e disposição missionária o envio da Igreja: “Sai” de Belo Horizonte e “vai” para Montes Claros. Com fé, respondo: Eis-me aqui. Envia-me para dar testemunho da luz.

Com especial gratidão à Arquidiocese de Belo Horizonte, na pessoa de seu Arcebispo Metropolitano, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, que me acolheu como bispo auxiliar, olho para Montes Claros com o coração cheio de esperança: uno-me, agora, a todos para juntos trilharmos os caminhos nessa centenária Igreja.

Quero saudar, especialmente, cada presbítero e diácono, consagrado e consagrada, religioso e religiosa, vocacionado e vocacionada, leigo e leiga. Votos de paz a todos: as comunidades e às famílias, às crianças e pessoas idosas, aos jovens, enfermos, agentes de pastorais, ministros e ministras, catequistas, movimentos eclesiais, associações e novas comunidades. Espero e desejo começar, tão logo, a visitar as comunidades, lugar da experiência da fé, para encontrá-los.

Vou de coração aberto para escutar cada um de vocês. Quero acolher todas as pessoas, primeiras destinatárias da minha missão. Vou de mãos estendidas para somar minhas forças às de vocês na ação evangelizadora. Sigo com a disposição para caminhar junto com Dom José Alberto Moura e com toda a Igreja de Montes Claros, na comunhão e na fraternidade.

Estendo minha saudação a todas as autoridades dos municípios que integram a Arquidiocese de Montes Claros. Saúdo, também, os irmãos membros de outras comunidades cristãs e de diferentes tradições religiosas. No espírito da missão de Jesus Cristo, trabalhemos juntos “para que todos tenham vida” (Jo 10,10).
Peço que rezem por este pastor que já está em profunda comunhão com o Arcebispo Metropolitano na condução da Igreja de Montes Claros. Nossa Senhora, Mãe da Igreja, me acompanhe. Que a oração nos dê a compreensão necessária para o exercício de nosso ministério. Contem comigo. Sei que poderei contar com vocês. Brevemente estaremos juntos.

Com meu fraterno abraço.

+ João Justino de Medeiros Silva
Nomeado Arcebispo Coadjutor de Montes Claros

Belo Horizonte, 22 de fevereiro de 2017, Festa da Cátedra de São Pedro