Você está em:

Dia da Consciência Negra: Integrantes da Pastoral Negra e clero da Rensa celebram a data na Arquidiocese de BH

Santa Bakita

Integrantes da Pastoral Negra e sacerdotes do clero da Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida (Rensa) celebram o Dia Nacional da Consciência Negra na terça-feira, 20 de novembro, às 9h,”um importante momento de reflexão e espiritualidade” – afirma o padre Jotaci Brasiliano, que articula a Pastoral na Arquidiocese de Belo Horizonte, junto com o padre Evaldo Apolinário.

Segundo o sacerdote, a celebração do Dia Nacional da Consciência Negra recorda a luta de Zumbi dos Palmares por uma comunidade fraterna, que precisa perseverar para o resgate da autoestima do povo negro, destruída pela ganância e pelo poder.

Padre Jotaci lembra que Jesus morreu para salvar todos e, desse modo, “Ele os alimentará  com o seu Espírito, na superação dos obstáculos representados pela violência, o preconceito e a intolerância religiosa”.  O sacerdote  destaca ainda o exemplo e as palavras da religiosa Irmã Thea Bowman, fundadora da Conferência Nacional das Irmãs Negras, instituição dedicada ao apoio a mulheres afro-americanas em institutos religiosos católicos: “Cabe lembrar que a invocação da Trindade Santa e a intercessão de nossa Mãe, Nossa Senhora Aparecida, nos levam a ser peregrinos na jornada à procura de nossa casa que, segundo Jesus, é a igreja. Ele nos diz que o céu é nosso lar e não temos aqui nenhuma cidade duradoura”.

Assim, a Pastoral Afro-Brasileira da Arquidiocese de Belo Horizonte deseja que todos celebrem este momento de fé, mas também de consciência do compromisso com a herança africana; os dons espirituais, culturais; a sabedoria; a fé; a fidelidade; a arte e o drama que os negros sofreram e ainda sofrem.

Irmã Thea Bowman

“Neste momento de louvor ao Deus criador, queremos pedir ao Pai que faça justiça na vida do povo negro, que tanto necessita de igualdade política e religiosa. Queremos também com nosso canto, com nossa dança, festejar as vitórias já conquistadas, sem deixar de falar que o preconceito insiste em permanecer em nosso meio, devido às atitudes impensadas de muitos que caminham conosco” – diz o sacerdote, que apresenta uma oração especial para o momento de espiritualidade a ser feita por todos os sacerdotes na celebração do próximo dia 20, data dedicada à consciência negra:

 

Oração afro-brasileira

Deus de misericórdia e amor, colocamos nossas famílias afro-brasileiras diante de Vós. Que nos orgulhemos de nossa história e nunca nos esqueçamos daqueles que pagaram um grande preço por nossa libertação.

Abençoe-nos um por um e mantenha nossos corações e mentes fixados em terrenos mais elevados. Ajude-nos a viver para o teu reino e não para nós, e possamos acalentar e anunciar o dom da vida.

Abençoe nossos avós, pais e amigos. Dá-nos a maravilhosa graça de ser o sal da terra e a luz para o mundo. Ajude-nos, a ser teus filhos, a viver de tal maneira que a beleza e a grandeza do amor autêntico sejam refletidas em tudo o que fazemos e falamos.

Dê uma generosa bênção de graça do teu poder para os menos afortunados, especialmente os órfãos, os moribundos, os abandonados e os solitários. Abençoe nossos familiares e amigos que partiram. Que eles sejam conduzidos para a luz da tua morada, onde nunca envelhecerão e cantarão a vitória por toda a eternidade. Por nosso Senhor Jesus Cristo vosso filho, na unidade do Espírito Santo: Amém, Axé!

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!
Santa Bakita, rogai por nós!
São Benedito, rogai por nós!
São Martin de Porres, rogai por nós!
Beata Nhá Chica, rogai por nós!
Beato Victor, rogai por nós