Você está em:

Dedicação aos mais pobres traz alegria e esperança à  vida

A opção preferencial da Igreja pelos pobres tem entre seus testemunhos o trabalho realizado pela  ação social da Paróquia Nossa Senhora da Graças e medalha Milagrosa, no bairro Concordia, em BH. Há mais de 30 anos, um grupo de senhoras, com o apoio de religiosas da Congregação das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo,  socorrem os mais pobres nos momentos de maior necessidade.

Elas distribuem cestas básicas todos os meses para as famílias mais necessitadas, especialmente aquelas que são mantidas por avós aposentadas que cuidam dos netos, que têm pessoas doentes em casa ou desempregados.  Todas são cuidadosamente cadastradas e recebem a ajuda durante o tempo necessário.  Os alimentos são doados pela comunidade, como oferta, nas Missas de domingo. Alguns paroquianos também contribuem mensalmente com uma quantia em dinheiro destinada à compra de produtos  para complementar as cestas básicas, socorrer pessoas que estão com dificuldades para pagar o aluguel ou comprar remédios. Atualmente, são beneficiadas em torno de 30 famílias.

O grupo de senhoras reza para iniciar  os trabalhos na festa de Nossa Senhora das Graças e  Medalha Milagrosa

As gestantes recebem  atenção especial das senhoras da Paróquia Nossa Senhora das Graças. Toda quinta-feira elas se reúnem para costurar enxovais para recém-nascidos, que são doados às gestantes acompanhadas pelo grupo, ou vendidos a preços simbólicos.  Um encontro que alegra a vida das voluntárias e enche de esperança o coração especialmente daquelas que em algum momento, enfrentam situações difíceis.

O quartel general  da obra social é a casa de dona Vera Couto, que participa dos trabalhos desde o início, há 30 anos. Hoje são cinco máquinas de costura, duas para acabamentos e uma turma animada que ocupa todos esses lugares com muita disposição, comprovando mais uma vez que ajudar o próximo faz bem para o espírito,  o corpo, e ainda rejuvenesce. Todo esse trabalho é realizado por mulheres que tem idades entre 50 e 80 anos que parecem não se cansar.

Elas também realizam um bazar mensal de novos e usados, para ajudar a manter a obra social, e uma vez por ano organizam um grande bazar no dia da festa de Nossa Senhora das Graças, com toda a renda revertida para aigreja. No dia da FEsta, também são elas que cuidam da cantina, atendendo os fiéis que vão pedir e agradecer as graças alcançadas pela intercessão de Nossa Senhora.