Você está em:

Dom Vicente participa de evento sobre Brumadinho no Ministério das Relações Exteriores da Alemanha

Dom Vicente Ferreira e frei Rodrigo Péret, representantes da Comissão Episcopal de Ecologia Integral e Mineração da CNBB e da Rede Igrejas e Mineração, participaram de debate, em Berlim, Alemanha, sobre a responsabilização da Vale e da empresa alemã TÜV SÜD pelo rompimento da barragem de rejeitos de mineração, em Brumadinho, e os impactos da mineração no Brasil. O evento foi promovido pela Sociedade Alemã – Brasileira (“Deutsch-Brasilianische Gesellschaft”)*, no Ministério das Relações Exteriores da Alemanha (Auswärtiges Amt), em Berlim, no dia 9 de março.

Bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte e responsável pela região de Brumadinho, dom Vicente afirmou que não há condições de se medir os impactos sobre o tecido social da região. “O que ocorreu em Brumadinho não é uma questão local. Vivemos o resultado de um sistema predatório de extrativismo, e Brumadinho deve ser visto como resultado de um sistema econômico em que vivemos globalmente”, disse o bispo, ao lembrar a morte de 272 pessoas, naquele município, e a destruição ambiental do vale do rio Paraopeba, em decorrência do rompimento da barragem.

Para Dom Vicente, a agenda de incidência internacional, da qual ele participa junto com Frei Rodrigo, se justifica a partir do fato de que tudo está interligado no mundo globalizado de hoje. “Não podemos continuar com um modelo que acumula lucros e deixa miséria, morte e destruição nos territórios”, afirmou o bispo.

Frei Rodrigo Péret, frade franciscano da Rede Igrejas e Mineração, lembrou que o rompimento da barragem de rejeitos de minério em Brumadinho – há um ano –  e Mariana – há 5 anos – revelam características do modelo minerário, bem como os desafios relacionados ao acesso à justiça, a questão da impunidade e a falta de responsabilidade das empresas e do Estado brasileiro”.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em face dos impactos da mineração, violações de direitos humanos do setor minerário e em sintonia com a Encíclia Laudato Si, do Papa Francisco, instituiu, em 2018, uma Comissão Episcopal de Ecologia Integral e Mineração. Além dessa Comissão, juntamente com a Rede Igrejas e Mineração, de âmbito continental, o trabalho é o de acompanhar as comunidades atingidas pela mineração e buscar junto a elas e organizações da sociedade, saídas para modelos de vida que respeitem a natureza, promovam a justiça ambiental e o cuidado de nosso planeta, a nossa “Casa Comum”.

A agenda de incidência, na Europa, de Dom Vicente e Frei Rodrigo se encerra na quarta-feira, dia 11 de março. A razão era dar visibilidade aos impactos do rompimento da barragem de rejeitos de mineração em Brumadinho, bem como ao trabalho da Igreja. Essa agenda foi organizada no âmbito da Comissão Episcopal de Ecologia Integral e Mineração da CNBB, em parceria com a Rede Igrejas e Mineração, tendo em vista a conjuntura na região e no Brasil.

*A Sociedade Alemanha – Brasil “Deutsch-Brasilianische Gesellschaft” (DBG) é uma instituição privada, sem fins lucrativos e suprapartidária. Ela foi fundada em 1960 por importantes personalidades da economia, da política e da cultura de ambos os países como uma das maiores associações bilaterais.