Você está em:

Debate da CNBB: dom Mol participa de entrevista com os presidenciáveis

O bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte e reitor da PUC Minas, dom Joaquim Mol, foi um dos oito bispos escolhidos para fazer perguntas aos candidatos à Presidência da República durante o debate realizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil na terça-feira, dia 16 de setembro, em Aparecida (SP).

O debate, medidado pelo jornalista Rodolpho Gamberini, foi uma iniciativa da CNBB com realização da TV Aparecida. A TV Horizonte e a Rádio América transmitiram ao vivo o debate em Minas Gerais. Participaram os candidatos: Aécio Neves (PSDB), Dilma Rousseff (PT), Eduardo Jorge (PV), José Maria Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Luciana Genro (PSOL),  Marina Silva (PSB) e pastor Everaldo (PSC).

No primeiro bloco, os convidados responderam a uma mesma pergunta, elaborada pela presidência da CNBB. A ordem da resposta foi definida por sorteio. Cada um teve dois minutos para falar sobre o Projeto de Iniciativa Popular sobre Reforma Política e Eleições Limpas proposto pela coalização de entidades lideradas pela CNBB.

Já no segundo bloco, os candidatos responderam perguntas apresentadas pelos bispos indicados pela CNBB, com direcionamento definido por sorteio. Coube ao candidato Aécio Neves responder ao questionamento feito por dom Joaquim Mol, sobre o tema educação. Dom Mol, que preside a Comissão Episcopal Pastoral para a Educação e Cultura e a Comissão para Acompanhamento da Reforma Política da CNBB, iniciou sua participação pedindo que, por respeito ao eleitor, a resposta não contemplasse o que já foi feito, mas sim os planos. “O seu governo extinguirá o vergonhoso analfabetismo que atinge cerca de 9% da população acima de 10 anos? Só em Minas, no meu Estado, são cerca de 7%. E também o analfabetismo funcional? O que será feito para colocar todas as pessoas em idade escolar estudando? A baixa qualidade é um dos maiores problemas da educação brasileira, será dado um grande salto de qualidade na educação em nosso país?” perguntou o bispo.

Também fizeram perguntas relacionadas às comissões que representam na CNBB os bispos dom José Belisário da Silva, arcebispo de São Luís (MA); dom Jacinto Furtado , arcebispo de Terezina (PI); dom Leonardo Steiner, bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário-geral da CNBB; dom Vilson Basso, bispo de Caxias (MA); dom Guilherme Werlang, bispo de Ipameri (GO); dom João Carlos Petrini,  bispo de Camaçari (BA); e dom Dimas Lara, arcebispo de Campo Grande (MS).

No terceiro bloco, os candidatos responderam perguntas de jornalistas de mídias católicas. O quarto bloco foi de embate direto e o último bloco dedicado às considerações finais dos convidados. 

Clique aqui para assistir a participação de dom Mol no debate.