Você está em:

Crianças vestidas de São Francisco recebem dom Walmor em Caeté

  

 

Celebrações especiais organizadas pelas paróquias  marcaram o Dia de São Francisco de Assis na Arquidiocese de Belo Horizonte.  Em Caeté, na paróquia dedicada ao santo,  crianças  com trajes franciscanos se encontraram com dom Walmor que presidiu a Eucaristia, no dia 6, no encerramento da solenidade.

 

A comunidade paroquial recebeu também,  a visita da maquete da Catedral Cristo Rei, demonstrando grande interesse pela falade dom Walmor, que explicou o significado deste templo para Arquidicoese de Belo Horizonte e para  MInas Gerais.

 

A  Igrejinha da Pampulha, dedicada ao santo, promoveu o Circuito Arte e Fé, de sexta (04/10) a domingo (06/10), em homenagem a seu padroeiro. Além da tradicional bênção dos animais, foram realizadas apresentações de música e teatro.

 

Durante a tarde de atividades, o padre Ademir Ragazzi abênçoou centenas de animais que passaram por lá com seus donos. Para o padre Ademir Ragazzi, capelão da igrejinha da Pampulha, São Francisco representa uma relação profunda de amor e respeito à natureza. “Uma vida de entrega, de bondade, em favor dos mais necessitados. A espiritualidade franciscana passa pelo resgate da comunhão do homem com a natureza”, diz.

 

Na Paróquia Santa Teresa e Santa Teresinha, bairro Santa Teresa, padre Márcio Ribeiro de Souza, celebrou a Missa de São Francisco e deu a bênção aos animais. O padre conta que a bênção direcionada aos animais é diferente de todas as outras. “Temos o louvor pelas criaturas, por aquilo que Deus criou, pedindo a proteção contra doenças diversas e que eles possam trazer, pelo dom da criação, a presença de Deus na vida das pessoas”.