Você está em:

Creche Irmã Dulce ampara crianças em Ribeirão das Neves

A Creche Irmã Dulce, da Paróquia São Francisco de Assis, no bairro Veneza, em Ribeirão das Neves acolhe 130 crianças de dois a cinco anos de idade, oferecendo ensino de qualidade na fase de pré-alfabetização. Os educadores se orientam por um plano pedagógico cuidadosamente elaborado para cada faixa etária. Além disso, as crianças recebem de duas a quatro refeições diárias, conforme o tempo de permanência na instituição. A iniciativa é resultado de parceria da Paróquia com o poder público. Uma conquista da comunidade que também ajuda manter a Creche Irmã Dulce por meio de contribuições.

As crianças permanecem em tempo integral na creche até os três anos de idade. A partir dos quatro anos, a permanência é de meio período, o que funciona como um apoio para as famílias, pois Ribeirão das Neves ainda é uma cidade dormitório, com número significativo de moradores que trabalha em Belo Horizonte.

O desenvolvimento pedagógico das crianças é acompanhado mensalmente pela Secretaria Municipal da Educação e pela direção da creche que também repassa as informações ao pároco,  padre Túlio César Caetano, e  ao vigário paroquial, padre Rafael Tadeu. Eles fazem questão de acompanhar o dia-a-dia da instituição e de ajudar naquilo que podem.

Os educadores participam sistematicamente de curso de capacitação, e a qualidade do trabalho é acompanhada pelos pedagogos da Secretaria Municipal de Educação, que fazem visitas mensais à creche. Nutricionistas garantem uma alimentação nutritiva para as crianças.

A creche também tem parceria com o Posto de Saúde do bairro. Quando alguma criança se sente mal, a própria escola providencia o atendimento.  As  campanhas de vacinação também vão até a creche para imunizar os alunos. E todo início de ano os pais participam de palestra realizada pela equipe do posto, com informações sobre como cuidar as crianças mais novas, com relação à higiene, alimentação e saúde.

A interação entre a família e a escola também acontece em ocasiões festivas como Dia da Família, festas juninas, Dia das Crianças, Páscoa e Natal, a data mais esperada pelos pequenos. Todos os anos a direção da creche repassa os nomes das crianças e idades para instituições e pessoas que desejam apadrinhá-las, enviando um presente.  Contudo, os padres Túlio e Rafael não abrem mão dos momentos de oração e espiritualidade que acontecem todos os dias, antes das crianças entrarem para as salas de aula e das atividades festivas.