Você está em:

Comissão presidida por dom Mol apresenta proposta para Reforma Política

O bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, que preside a Comissão de Reforma Política da CNBB, apresenta uma proposta de reforma política aprovada por 13 entidades representativas da sociedade civil, mediada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), nesta terça-feira, 3 de setembro,  na sede da CNBB, em Brasília. O documento, uma proposta de projeto de lei, além de Manifesto pela Reforma Política Democrática no País.

Resultado de debates e reuniões feitas ao longo das últimas semanas, na CNBB, os documentos foram assinados por diferentes órgãos representativos, entre eles a Ordem dos Advogados do Brasil, o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic) e a União Nacional dos estudantes (UNE).

Dom Mol, que mediou as reuniões com as entidades parceiras, destaca cinco pontos principais da proposta unificada para a reforma política no Brasil.

A expectativa do bispo, com relação à apresentação do documento, é que haja uma acolhida muito grande dos presentes na CNBB e do população brasileira. “E que seja muito mais do que uma acolhida passiva, mas profundamente ativa. É como se cada um tomasse nas mãos essa proposta unificada e lutasse por ela para que o Congresso Nacional a aprove o quanto antes, pois o País já não suporta a ausência de uma reforma política”.

Veja a agenda completa aqui.