Você está em:

CMUC reúne conferencistas de renome internacional na PUC Minas

 

Pautado na temática principal “Novos tempos, novos sentidos”, o CMUC 2013 se articulou ao redor de quatro eixos: 1) Fé e crise de sentido; 2) Espiritualidade e Comunicação: lócus de construção do humano; 3) Família, amizade, afetividade e sexualidade: desafios para um amor integral; 4) Universidade, cultura da paz e protagonismo juvenil”

Por meio de grandes conferências e mesas redondas, os temas  do CMUC foram abordadas pelos seguintes conferencistas:

Cardeal Peter Turkson (Gana e Itália)
Prof. Dr. Michael James (EUA)
Prof. Dr. Antônio Spadaro, SJ  (Itália)
Jornalista Beatriz Castro (Brasil)
Prof. Dr. Bruno Forte (Itália)
Prof. Bunker Roy (Barefoot College, Índia)
Meagan Carnahan Fallone (Barefoot College, na Nova Zelândia e na Índia)
Prof. Dr. Christian Roncagliolo Pacheco (Chile)
Prof. Dr. João Batista Libanio, SJ (Brasil)
Prof. Dr. José Tolentino  Mendonça (Portugal)
Profª. Dra. Marta Séïde ( Haiti e Itália)
Músico e compositor, Martin Valverde (Costa Rica e México)
Prof. Nathalie Becquart (França)
Prof. Dr. Pedro Rubens Ferreira de Oliveira, SJ (Brasil)
Prof. Mestre Ricardo Fenati (Brasil)
Prof. Dr. Michael James (EUA)
Montserrat Alom (Espanha e França)
Nicolás Vergier (França)
Walter Pryshton (Brasil e França)
Dom Vincenzo Zani (Itália)

 

 

 

 

 

 

 

O presidente do Conselho Pontifício para a Justiça e a PAz, cardeal Peter  Turkson, coordenou conferências e apresentou o livro “A vocação do líder empresarial: uma reflexão”.

Atividades complementares amplicaram o intercâmbio de conhecimentos

O Congresso, segundo o coordenador executivo e professor de Ciências da Religião da PUC Minas, Carlos Frederico Barboza de Souza, atingiu o objetivo de se constituir em  espaço aberto às instituições de ensino superior católicas do mundo e às diversas pastorais universitárias para discutirem o seu papel diante da atual “realidade marcada por grandes mudanças”, conforme nos afirma o documento da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe (DA, 33)”.

Além das conferências e mesas redondas, enriqueceram a programação do Congresso atividades se configuraram de várias formas: minicursos, fóruns, painéis, mostras artístico-culturais e arenas temáticas.

As arenas consistiram em apresentação de trabalhos de pesquisa, estudos e relatos de casos agrupados de acordo com a proximidade da temática abordada. Houve ainda Fórum de Reitores, Arena Temática específica para a pastoral universitária, Painel de professores de Cultura Religiosa ou disciplinas teológicas presentes nas graduações de Instituições de Ensino Superior Católicas, dentre outros.

O coordenador do CMUC destacou ainda a realização da Feira de Universidades. “Esse espaço foi destinado às universidades para que elas pudessem apresentar um pouco de sua ação na graduação, pesquisa, extensão e pastoral, além de ter sido um ótimo lugar para troca de ideias, contatos e estabelecimento de parcerias”.

A  opinião dos congressistas

“Eu sou embaixadora na Paróquia de Sagrado Corações da minha cidade e vim para esse encontro com a intenção de levar o conhecimento que adquiri para o meu trabalho. Gostei muito das reflexões que o evento me proporcionou. Vou levar esse aprendizado para dentro da sala de aula, acho muito importante para o universo acadêmico essas discussões”, comentou a professora da Faculdade de Pará de Minas Adriana de Cássia Ferreira Costa, 39 anos.

 

 

 

“Em Maringá eu faço parte, há uns dois anos, do Ministério Universidades Renovadas. Viemos em um grupo de cerca de 50 jovens, não só de Maringá como também pessoas de outros estados. Eu gostei muito do evento, dos palestrantes”, disse Maria Julia Camilo Silva, 23 anos, estudante de Ciências Biológicas de Maringá / PR.

 

 

 

 

“ Gostei muito das palestras, principalmente da que falou sobre o aborto e a defesa da vida. Viemos num grupo da pastoral, com 45 estudantes, e saímos enriquecidos do ponto de vista acadêmico e como cristãos”, disse Josefina Montero, 20 anos, estudante de Engenharia Comercial Puc Santiago-Chile.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ambiente criado na entrada do CMUC, com imagem do Santuário Estadual Nossa Senhora da Piedade, encantou os participantes do Congresso.