Você está em:

Celebração ecumênica marca a abertura do 24ª Grito dos Excluídos em Belo Horizonte

O bispo auxiliar dom Otacílio Ferreira de Lacerda participa de oração ecumênica na abertura do Grito dos Excluídos, nesta sexta-feira, dia 7 de setembro, Feriado Nacional da Independência do Brasil. Em sua 24ª edição, o Grito dos Excluídos terá como tema “Vida em primeiro lugar”. O lema é “Desigualdade gera violência. Basta de privilégios!” O evento reúne grupos que representam a população mais pobre. Todos, unidos, vão realizar uma caminhada pacífica pelas ruas da cidade, solidários ao sofrimento de muitas pessoas.

Em Belo Horizonte, o Grito dos Excluídos começa com ato ecumênico na Praça da Rodoviária, Centro da Capital, às 9h. Após o momento de oração, os participantes caminham pela Rua São Paulo e Av. Amazonas, até a Praça Raul Soares, onde o evento será concluído.

O Grito dos Excluídos foi realizado pela primeira vez em 1994, organizado pelas pastorais sociais da Igreja Católica. Tradicionalmente realizado no dia 7 de setembro, em todo o país, o Grito dos Excluídos, hoje, reúne diferentes grupos, instituições e organizações sociais.