Você está em:

Aumenta número de católicos no mundo, aponta Departamento de Estatísticas da Igreja

Os fiéis católicos no mundo continuam a aumentar de ano em ano, embora com mais lentidão do que no passado. A África é o continente com o maior crescimento de batizados de 2010 a 2016, enquanto que a Europa registra uma diminuição de fiéis. Estas são as informações apresentadas pelo Anuário Pontifício 2018 e pelo Annuarium Statisticum Ecclesiae 2016, redigidos pelo Departamento Central de Estatísticas da Igreja. Segundo informações do documento, diminui sensivelmente o número de padres, religiosos e seminaristas.

Mais fiéis católicos

Os católicos batizados, segundo o Annuarium Statisticum, de 2015 a 2016 passaram de 1 bilhão e 285 milhões a 1 bilhão e 299 milhões, com um aumento total de 1,1%. No mesmo período, a população mundial aumentou pouco mais do que o número de católicos, por isso em 2016, a Igreja contava com 17,67 por cento de fiéis em relação à população mundial, enquanto que em 2015 eram 17,73.

A África o continente mais dinâmico, a Europa perde fiéis

A África conta com 17,6% dos católicos de todo o mundo e se caracteriza pelo maior incremento entre os anos 2010-2016. Os fiéis, de fato, passaram de pouco mais de 185 milhões a mais de 228 milhões, ou seja com aumento de mais de 23%. O país com o maior número de batizados é a República Democrática do Congo com mais de 44 milhões, seguido pela Nigéria com 28 milhões de católicos. Enquanto que no Velho Continente, constata-se uma diminuição de 0,2%, mesmo contando com quase 22% da população católica mundial.

A maior parte dos católicos nas Américas

Quase a metade dos fiéis, reside nas Américas (48,6%), mesmo se a grande maioria pertence à América do Sul (57,5%, sendo que 27,5% só no Brasil que se confirma como o país com o maior número de católicos no mundo) e 14,1% América do Norte e 28,2% na América Central.

A Ásia, onde historicamente os católicos são uma minoria, com exceção das Filipinas, os católicos são 11% da população. Enquanto que o restante 0,8% – ou seja pouco mais de 10 milhões de católicos – vivem na Oceania.

Os países que podem ser considerados “os mais católicos” são quinze, e somam mais de 64% de batizados, isto é, 830 milhões de pessoas. Quatro são africanos (República Democrática do Congo, Nigéria, Uganda e Angola), outros quatro encontram-se no continente americano (Brasil, México, Estados Unidos e Colômbia), dois na Ásia (Filipinas e Índia) e cinco da Europa (Itália, França, Espanha, Polônia e Alemanha).