Você está em:

Atendimento jurídico e social: espaço Juntos por Brumadinho ampara famílias vítimas da tragédia

Atendimento jurídico gratuito, apoio emergencial a necessidades materiais mais urgentes, as famílias que sofrem com as consequências da tragédia em Brumadinho – o rompimento de uma barragem com rejeitos de mineração da Vale – têm agora um local de referência para buscar todos esses serviços: o Espaço Juntos por Brumadinho.

Fruto de parceria entre a Arquidiocese de Belo Horizonte – envolvendo a PUC Minas e o Vicariato para a Ação Social e Política – e a Defensoria Pública da União (DPU), o Espaço Juntos por Brumadinho, inaugurado nesta semana, fica na Estação Rodoviária, Centro de Brumadinho. Com a presença dos defensores públicos da União, o Espaço ajuda famílias vítimas da tragédia a serem respeitadas em seus direitos.

Professores da PUC Minas e a equipe da Providens – Ação Social Arquidiocesana contribuem para o acolhimento às famílias. A iniciativa é integrada ainda aos trabalhos desenvolvidos pelas comunidades de fé da Paróquia São Sebastião de Brumadinho.

Desde o dia 25 de janeiro, quando a barragem de Mineração da Vale se rompeu, provocando grave tragédia humana e ambiental, a Arquidiocese de Belo Horizonte realiza amplo trabalho de amparo às vítimas. O bispo auxiliar dom Vicente Ferreira, referencial para o Vale do Paraopeba, ainda no dia 25, passou a se dedicar, dia e noite, durante 24h, ao amparo espiritual das famílias, visitando lares e presidindo momentos de oração em velórios. Um trabalho desenvolvido também pelo Vigário para a Ação Missionária no Vale do Paraopeba e pároco da Paróquia São Sebastião de Brumadinho, padre Renê Lopes. O arcebispo dom Walmor e muitos padres, diáconos, seminaristas, religiosos e voluntários, de diferentes cidades, também se uniram à população que sofre com a tragédia, na ampla campanha Juntos por Brumadinho.

Os atendimentos no Espaço Juntos por Brumadinho são realizados de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 17h.