Você está em:

Assembleia do Sínodo envia mensagem de esperança às famílias da Síria e do Iraque

Os participantes da Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos sobre a Família, em mensagem aos cristãos perseguidos no Oriente Médio, afirmam, usando palavras do Papa Francisco, que “Ninguém pode usar o nome de Deus para cometer violências”.

“Em particular, elevamos ao Senhor a nossa súplica pelas famílias iraquianas e sírias, obrigadas – por causa da fé cristã que professam ou pela pertença a outras comunidades étnicas ou religiosas – a abandonar tudo e a fugir rumo a um futuro privado de qualquer certeza”, assinala o documento publicado pela sala de imprensa da Santa Sé.

Na mensagem, os 253 participantes unem-se ao Papa Francisco para mostrar “profunda proximidade” a todas as famílias que “sofrem por causa dos numerosos conflitos em curso”. Os padres sinodais e demais membros da reunião, agradecem a solidariedade das organizações internacionais e dos países ajudam as vítimas das guerras e fazem um convite aos cristãos para que rezem pelas famílias perseguidas e que sofrem violência, com oração à Sagrada Família. “Convidamos todas as pessoas de boa vontade a oferecer a necessária assistência e ajuda às vítimas inocentes da barbárie em curso, pedindo ao mesmo tempo à comunidade internacional que se empenhe para restabelecer a convivência pacífica no Iraque, na Síria e em todo o Médio Oriente”.