Você está em:

[Artigo] Preparar o Caminho do Senhor – Dom Otacilio Ferreira de Lacerda

Advento: é tempo de VIGIAR, de preparar o Caminho do Senhor.

Para um Natal verdadeiro, pelos profetas Baruc, Isaías e João Batista, somos sempre convidados a preparar o caminho do Senhor!

Nivelar os vales, rebaixar os montes e colinas e endireitar os caminhos tortos: “Preparai o caminho do Senhor”!

O que consiste em preparar a vinda do Senhor que veio, vem e virá?

Preparar o caminho do Senhor é:

Colocar-se em momentos de deserto para o necessário encontro pessoal com Deus e fortalecimento de nossa amizade com Ele: multiplicar momentos de oração pessoal, familiar, comunitária, novena de Natal, confissão.

Dar prioridade aos valores de Deus em nossa vida, diante de tantos apelos que nos cercam;

Procurar por Deus para que por Ele possamos ser encontrados. Ele vem sempre ao nosso encontro, às vezes somos nós que recusamos este vital encontro.

Abrir-se ao futuro de Deus, um futuro que se pode conquistar já nesta terra, mas que se dá em definitivo no céu, com alegre espera, na fidelidade e amor;

Transformar a realidade de exílio e deserto, por que passamos, para uma nova realidade, em que Deus caminha conosco;

Colocar-se num caminho e atitude de conversão e perdão, procurando o Sacramento da Penitência como expressão do desejo de conversão e esperança de tempos novos;

Procurar viver uma vida pura, sem a mancha do pecado, e na paz. O pecado é a nódoa de nossa alma.

Preencher os vales de nossa vida, os nossos vazios existenciais e evitar toda e qualquer forma de omissão;

Rebaixar os montes do orgulho, da vaidade e da ambição, que nos destroem;

Endireitar os caminhos do egoísmo, da ganância e do ódio, procurando relações de partilha, solidariedade, justiça, amor e paz;

Procurar uma vida sóbria, desprendida, austera e simples contra toda onda consumista que nos envolve;

Não perder a sensibilidade diante das pessoas e dos fatos, pois a insensibilidade nos embrutece diante do mistério da vida;

Não deixar morrer a alegria e a esperança no coração;

Viver a fidelidade em tudo em nossa vida: a palavra dada, ao compromisso assumido, aos princípios desde a infância aprendidos…

Cuidar das ovelhas extraviadas e mais necessitadas, como expressão do amor e da ternura do Bom Pastor;

Oferecer ao outro o melhor que pudermos, colocando, com alegria a serviço do outro, da comunidade os dons que Deus nos concedeu;

Não se acomodar diante do flagelo da fome, das enchentes, dos abandonos e fazer acontecer o milagre do amor que se expressa na alegria da solidariedade, compaixão e partilha;

Procurar a criação e o fortalecimento de relacionamentos verdadeiros e sinceros de amizade na família, na comunidade, no trabalho etc.

Assumir a ética do cuidado da vida humana, do planeta numa espiritualidade ecológica: cuidar da obra do Criador: repensar nossa atitude consumista e depredatória; reutilizar; reciclar; reduzir consumo do que não for reciclável…

Reflitamos:

– Quais outras possíveis definições poderiam ser somadas às aqui apresentadas?
– Quais são as definições que mais nos tocam para que preparemos bem a chegada do Senhor?

Esperar que o Natal seja belo, maravilhoso, cheio de luz, todos esperamos, evidentemente.

Não basta esperar! Some-se ao verbo esperar o verbo preparar; esperar preparando o Caminho do Senhor, para que Ele possa irromper na escuridão da Noite de Natal, iluminando nossa vida, ressoando em nós a Sua imprescindível presença amorosa!

Dom Otacilio Ferreira de Lacerda
Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte