Você está em:

[Artigo] Dízimo: gratidão, fé e encontro com Deus – Padre Vicente Menezes, Paróquia Bom Jesus e Nossa Senhora Aparecida (Santa Luzia)

O coração humano, movido pela gratidão, reconheceu a importância do criador. Tudo é do Pai! Assim, nasceu o dízimo… Uma resposta amorosa de quem se sentiu amado. Foi Deus quem nos amou primeiro: D’ Ele ganhamos a vida, a fé, o sol, a lua, a igreja, os amigos e muito mais… Estamos em suas mãos! De Deus saímos, em Deus nos movemos e para Ele retornaremos ao final da travessia pelas veredas da história.

A pessoa, enquanto caminha, pelo batismo e pela crisma, toma consciência de se tornar partícipe da criação e com alegria se compromete a ser dizimista. O Cristão devolve uma parte do que ganha para que a obra de Deus continue. Deste modo, o Dízimo é experiência do encontro com Deus. O dizimista mergulha no mistério da Trindade Santa, e, ao contribuir, participa da ação de Deus na comunidade de fé e na realidade social.

As ações desenvolvidas com o Dízimo geram crescimento e promovem a vida. O Dízimo é entregue na comunidade paroquial, onde as portas se abrem para a vida de Igreja, e, onde, na Eucaristia, a fé batismal é alimentada. Com o Dízimo, a Igreja celebra o louvor a Deus, evangeliza e partilha com os necessitados. Não há felicidade maior do que estar em Deus e pela entrega do Dízimo testemunhar que é possível vencer o egoísmo e mostrar para o mundo como o Senhor é bom.

O Dízimo é uma resposta de Amor ao Deus Fiel, que não cochila, nem dorme, e que, nos ampara o tempo todo. Trata-se de um compromisso amadurecido capaz de produzir muitos frutos. É a participação humana colaborando no agir divino.

 

Padre Vicente Menezes
Pároco na Paróquia Paróquia Bom Jesus e Nossa Senhora Aparecida(Santa Luzia);
Assessor Eclesial da Pastoral do Dízimo na RENSC e membro do Secretariado
Arquidiocesano da Pastoral do Dízimo