Você está em:

Ação da Juventude da Paróquia São João Batista ajuda no combate à dengue e reaproxima da Igreja os fiéis

 

Todos os fins de semana, a Praça Vereador Délio Salomon, em frente à Igreja São João Batista, no bairro Salgado Filho, recebe dezenas de jovens dispostos a  trabalhar por uma causa muito especial: revitalizar esse espaço que fez parte da infância de muitos deles e com o passar do tempo e o descaso foi se deteriorando. Aos sábados e domingos, a partir de 9h, cerca de 60 jovens da Pastoral da Juventude retiram todo o lixo da Praça, especialmente objetos que acumulam água da chuva, cuidam das plantas e consertam os canteiros.

Em sintonia com as campanhas de combate ao Aedes e com a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016, a primeira ação dos jovens foi retirar todo o lixo e entulho do local. “Estamos em uma área com muitos focos do mosquito e o combate deve ser uma preocupação de todos. Com o trabalho na Praça, os jovens também aprendem e levam as medidas para suas casas” observa Patrick Roberto Avelino, coordenador da Pastoral da Juventude na Paróquia.

“O que motiva a gente é poder cuidar do nosso bairro e transformar o lugar onde vivemos  em um ambiente mais agradável. É muito gratificante . Um trabalho abençoado por Deus, uma vez que nosso objetivo maior é  ajudar o próximo, cuidando da saúde de todos que vivem por aqui.  A dengue está tomando conta da cidade e a nossa iniciativa tem incentivado todos, não só os jovens do grupo a participar do mutirão e a conscientizar os parentes e vizinhos. Além disso, é muito bom, para mim é uma recreação”- explica Bruna Gonçalves Souza,  18 anos, estudante do pré- vestibular.

Padre Walter Messias acompanha e incentiva as ações dos jovens da Paróquia

Para a maioria dos jovens, o mutirão é momento de convivência e partilha com amigos e vizinhos. Segundo Bruna, até mesmo quem não é do bairro, mas trabalha nas lojas, padarias e farmácias, ao verem os jovens trabalhando acabam interagindo com eles e abraçando a ideia. “O apoio do padre Walter Messias também é muito importante, nesse projeto e em outros também. Sempre que  sugerimos uma ação  comunitária ou  na igreja é o primeiro a assinar embaixo.  Nesse movimento de recuperação da Praça,  ele sempre aparece para nos dar força”.

Além de ajudar a comunidade a ficar livre dos focos do mosquito Aedes Aegypt, Danielle Regina Moura de Araújo , 16 anos ,  e aluna do 2º ano do ensino médio, se entusiasma com o resultado das ações dos jovens.  “É incrível a proporção que o nosso trabalho está tomando dentro e fora da comunidade. Além do objetivo de cuidar da saúde do bairro, temos conseguido aproximar as pessoas da igreja. Elas veem o que estamos fazendo, se aproximam para conversar e então fazemos o convite para participarem das celebrações. Assim, muitas delas estão voltando a frequentar as Missas. ”

O trabalho,  que  mais parece recreação, às vezes exige preparo físico. Os voluntários capinam o mato, varrem entre os canteiros, pintam a área e estão revitalizando os bancos com criatividade e arte. “Fico feliz ao ver os jovens empenhados em uma causa tão especial. É muito difícil mobilizar a juventude nos dias de hoje. Mas vejo que eles estão animados, ajudam, fazem tudo com alegria, tocam e cantam durante o trabalho. A partir desta ação, eles terão mais consciência de que é necessário cuidar do espaço que é de todos” afirma Patrick Avelino.