Você está em:

A missão de ajudar os que mais necessitam


Capacitação de líderes da Pastoral da Criança na Paróquia Coração de MAria, Mãe
dos Missionários

 

As comunidades de fé da Paróquia Coração de Maria, Mãe dos Missionários, junto com a Sociedade São Vicente de Paulo, realizam importante trabalho social na região do bairro Petrovale, localizado entre os municípios de Betim e Ibirité.  A Pastoral da Criança é outra iniciativa que busca proporcionar  às famílias  melhores condições para o desenvolvimento de seus filhos, oferecendo o acompanhamento  da saúde e  social.

A Paróquia reúne seis comunidades: Santa Beatriz (bairros Montreal, Recanto e Boa Vista);  Nossa Senhora da Rosa Mística ( Ouro Negro e Santa Rita);  Nossa Senhora Aparecida (Petrovale-Betim); Santa Edwiges (Petrovale-Ibirité); São Judas Tadeu (Cascata), e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro ( Petrolina).

A Conferência Santa Edwiges da Sociedade São Vicente de Paulo é um dos exemplos de apoio oferecido a famílias com dificuldades permanentes ou que, eventualmente, se veêm com problemas financeiros ou de saúde. “Missão realizada com amor pelos vicentinos que não medem esforços para amparar os mais necessitados”, como afirma Maria Cândida Aleixo, integrante da Conferência Santa Edwiges.
 
Eles se reúnem, semanalmente, no salão da igreja, onde sempre recebem pedidos de ajuda. Dona Maria Cândida explica que um trabalho criterioso é realizado na avaliação de cada caso. “Antes de tomar qualquer decisão, vamos à casa das pessoas, verificamos do que elas realmente precisam e, só então, saímos em busca de doações. Nem sempre as pessoas necessitam de dinheiro ou alimentos. Acompanhamos semanalmente um casal, que ambos estão doentes, levando o Evangelho e a Comunhão”.

Em outros casos, a ajuda material colabora para a estabilidade familiar. Dona Maria Cândida, que recentemente presidiu a Conferência, lembra com satisfação a história de outro casal que estava desempregado e que procurou a Sociedade São Vicente de Paulo, pois não conseguia manter os cinco filhos. Com a ajuda dos vicentinos, a família transferiu-se do bairro Petrovale para o Citrolândia, em Betim, onde os pais conseguiram trabalho e construíram uma casa simples. “Providenciamos também o batismo das crianças e hoje ficamos satisfeitos de ver que eles estão bem. Todos trabalham e uma das filhas está até se preparando para casar”.


Transformando vidas

Presidente da Conferência Nossa Senhora da Luz, que atua na Comunidade Nossa Senhora Aparecida, Waltenci Fortunato explica que os 16 integrantes da Conferência se organizam para realizar as visitas semanais a quatro famílias atendidas.  “Chegamos a assistir sete famílias, mas quando o volume de trabalho cresce muito, dividimos as tarefas com outras conferências. Assim, ninguém fica sobrecarregado e as pessoas são melhor assistidas.  Sempre temos muito  trabalho a fazer, pois nosso bairro tem muitos pobres ou doentes que precisam de ajuda. Para outros moradores,  o problema não é material. Há pessoas solitárias que precisam, simplesmente de uma conversa amiga, de uma oração”.

Entre as ações de solidariedade mais marcantes, Waltenci Fortunato destaca a união dos vicentinos e da comunidade para realizar uma reforma na casa de  uma senhora que vive acamada e não conseguia sair de seu quarto na cadeira de rodas, porque as portas da casa eram estreitas.  “Resolvemos este problema e ainda trocamos o telhado, tornando ambiente mais agradável. A compra de uma cadeira apropriada para banho facilitou a higiene pessoal”. Com isso, segundo Waltenci, a vida dessa senhora e de um vizinho, também idoso, que se esforçava para ajudá-la tornou-se mais tranquila”.

Além do apoio às famílias, os vicentinos procuram reunir a população local em dias especiais para comemorar o Natal ou o Dia das Crianças. “Somos muito gratos a toda comunidade, pois quase não precisamos pedir ajuda. Mesmo sendo um bairro de gente simples, todos procuram ajudar naquilo que podem”, conclui o presidente da conferência Nossa Senhora da Luz.

Pastoral da Criança  leva amor e cuidado às famílias
 
 

A prevenir a obesidade é o maior desafio da Pastoral na promoção da saúde infantil

A Pastoral a Criança é outra importante ação social dos leigos da Paróquia Coração de Maria, Mãe dos Missionários. São 19 líderes que trabalham com apoio de outras voluntárias das comunidades Nossa Senhora Aparecida, Santa Beatriz e São Judas Tadeu. Na Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a Pastoral está em fase de implantação.

Atualmente, segundo a coordenadora Elinete dos Santos Bispos, 99 famílias são atendidas mensalmente.  O cuidado começa ainda na fase de gestação. A partir do primeiro mês de vida, as crianças são pesadas a cada 30 dias, recebendo, também, acompanhamento familiar e social. Neste caso, a finalidade é garantir a integridade moral e física, evitando que elas sejam vítimas de abusos, violência e abandono.

Ao contrário do que ocorria anteriormente, o maior problema de saúde infantil não é mais a desnutrição. Em quase dois anos de trabalho na Paróquia, Elinete afirma que a Pastoral atendeu apenas dois casos de crianças desnutridas,  que já se recuperaram.  “Agora, o maior desafio em nossas comunidades é orientar os pais para  combater e prevenir  a obesidade infantil. Se hoje há mais dinheiro para a compra de alimentos,  falta conhecimento  para o preparo de uma alimentação adequada”, observa Elinete dos Santos.

Para enfrentar esta nova realidade, a Pastoral incentiva os pais a trocarem os refrigerantes, salgadinhos industrializados e enlatados por frutas e hortaliças, e a formarem hortas em espaços disponíveis. Essas medidas, conforme a coordenadora, costumam ser suficientes para resultar na conquista do peso ideal. E quando não dá certo, a Pastoral conta com o apoio do Posto de Saúde. “Não podemos desistir nem omitir. É preciso agir sempre que a vida de uma criança estiver em risco”,  conclui a coordenadora.