Você está em:

6ª Peregrinação Mineira do Terço dos Homens à Casa da Padroeira de Minas: 12 mil fiéis se dedicam à oração e à contemplação

A 6ª Peregrinação Mineira do Terço dos Homens reuniu aproximadamente 12 mil fiéis no Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas, no sábado, dia 31 de agosto, em um especial momento de fé e devoção mariana.

Conduzindo imensos mantos com imagens e referências a Nossa Senhora, de terços nas mãos, idosos, jovens, e crianças percorreram três quilômetros até o ponto mais alto do Santuário, a 1.746 metros de altitude, onde se encontra a Ermida da Padroeira – Basílica da Piedade.

Em meio ao cenário de incomparável beleza natural, de onde se avista o mar das montanhas de Minas, a multidão caminhava em oração. A maioria dos devotos era de homens, que chegaram bem cedinho para rezar, pedir a intercessão de Nossa da Piedade e agradecer as graças alcançadas.

Junto dos peregrinos, estavam as imagens de Nossa Senhora da Piedade e de São José. No fim da manhã, quando todos chegaram na Praça Cardeal Mota, diante da Ermida de Nossa Senhora da Piedade, dom Walmor presidiu a Missa, que foi concelebrada pelo reitor do Santuário, padre Fernando César do Nascimento, pelo pró-reitor e Coordenador arquidiocesano do Terço dos Homens, padre Carlos Antônio da Silva, por sacerdotes e diáconos permanentes da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Dom Walmor ressaltou que o movimento espiritual do Terço dos Homens está se tornando cada vez mais um dom para a Igreja. “Um movimento evangelizador, congregador, que tem proporcionado novamente às famílias mais espiritualidade”. Segundo dom Walmor, o Terço dos Homens merece ser acompanhado de perto por todos, sobretudo para que a devoção mariana leve as pessoas a colocar Jesus Cristo no centro, como a Mãe da Piedade ensina: sendo mãe, discípula exemplar, com o filho no colo, colocando, sempre mais, a Palavra de Deus em primeiro lugar. “Devoção que move corações e que precisa dessa iluminação para se tornar cada vez mais forte no coração da Igreja, no coração do Mundo. Uma espiritualidade que é sustento para cada família, e tão necessária, porque a família é o grande tesouro da vida da Igreja, da vida de toda a sociedade. Por isso mesmo, cuidar dela é fundamental” – sublinhou o Arcebispo.

Após a celebração, os fiéis tiveram a oportunidade de contemplar um belíssimo repertório de músicas apresentadas pelo maestro Túlio Mourão e pela cantora Titane.