Você está em:

5º Encontro Arquidiocesano de Fé e Política discute uma Igreja em Saída na Defesa e Promoção da Cidadania

A espiritualidade e a mística ganharam espaço na abertura do 5º Encontro Arquidiocesano de Fé e Política, na manhã do último sábado, 30 de novembro. Inicialmente, para dar as boas vindas e explicar brevemente sobre o evento, o professor Robson Sávio, coordenador do NESP – Núcleo de Estudos Sociopolíticos da PUC Minas, apresentou a programação do evento e destacou as parcerias com os setores: ANIMA PUC Minas, através do Observatório da Evangelização, Arquidiocese de Belo Horizonte, através do Vicariato Episcopal Pastoral para a Ação Social e Política (VEASP), Coletivo de Fé e Política e Movimentos e Grupos Sociais.

A primeira conferência do evento contou com dom Joaquim Mol, reitor da PUC Minas e bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte. O Bispo apresentou alguns aspectos referentes ao contexto ‘Fé, Política e Movimentos Sociais’ presentes nas DGAE – Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, aprovadas durante a Assembleia dos Bispos da CNBB em maio deste ano. Em sua fala, dom Mol ressaltou: “Diante do que propõe a Igreja de Francisco, precisamos dar as mãos às outras Igrejas, àqueles que percorrem outros caminhos de fé, outras religiões, e com todos os homens e mulheres de boa vontade, e assim dar as mãos para os movimentos sociais populares. Conscientes de que o Senhor está no meio de nós, a Diretriz de número 67, da CNBB, diz que é necessário termos resistência e resiliência para não desistirmos”, finalizou.

Após a conferência os participantes foram para os grupos temáticos, uma metodologia de roda de conversa com os temas:

-Como fortalecer os Grupos de Fé e Política;

-Meio ambiente: agrotóxicos, grilagem, questão indígena;

-Comunicação e política no Brasil: as fake news;

-Evangelização nas Vilas e Favelas;

-Eleições 2020: pensar as cidades;

-Mineração e soberania popular;

-Deliberações da APD;

-Reforma Tributária e Auditoria Cidadã da Dívida;

-Privatizações e soberania no Brasil;

-Fundamentalismo religioso;

-Movimento Mineiro de Fé e Política;

Para fechar o 5* Encontro Arquidiocesano de Fé e Política, os participantes ouviram o conferencista Pedro Ribeiro, professor e sociólogo atuante entre Movimentos de Fé e Política. Ele apresentou uma importante análise de conjuntura, destacando pontos críticos da política e economia no Brasil.