Você está em:

1° de maio, dia de São José Operário: fiéis participam da Missa do Trabalhador

A Praça da Cemig, em Contagem, ficou repleta de fiéis que se reuniram neste dia 1° de maio, dia de São José Operário, para celebrar a 43ª Missa do Trabalhador. A celebração, organizada pela Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida, foi presidida por dom Otacílio de Lacerda e concelebrada pelos padres da Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida (Rensa).

O Bispo rezou pelos 13 milhões de desempregados no país e conclamou os fiéis a não perderem a esperança: “A solução é a esperança para a juventude, para o fim do trabalho escravo, e da exploração infantil” – disse,  ressaltando a urgência de mais trabalho para todos e esperança por mais garantias e pela superação do desemprego.

Dom Otacílio  destacou a importância do trabalho para dignidade da pessoa e do respeito à ética em tempos tão difíceis. Sublinhou a necessidade de toda a sociedade refletir sobre o respeito aos direitos conquistados pelos trabalhadores, sobretudo, os garantidos pela Constituição Federal. “O trabalho é um meio para a santificação do homem, para que este dê continuidade a obra do Criador” – afirmou.

O Bispo  lembrou ainda a tragédia provocada pelo rompimento das barragens de rejeito de minério de Bento Rodrigues, em Mariana, e a mais recente, no Córrego do Feijão, em Brumadinho, que resultou em 233 mortes e 37 pessoas estão desaparecidas. “Que nossa criação seja mais bem cuidada, que a vida tenha mais valor que o dinheiro e que a dignidade do povo trabalhador não seja destruída. Podemos criar caminhos novos quando superamos as diferenças e buscamos juntos saídas para um amanhã melhor” – disse dom Otacilio.

Após a celebração, os fiéis seguiram em caminhada da Praça Cemig  até a Praça do Trabalhador.

Muitos meios de comunicação fizeram reportagens sobre a Missa:

TVs:

Globo
Alterosa
Band
TV Horizonte

Jornais:

Estado de Minas
Hoje em Dia
O tempo

Rádios:

Itatiaia
CBN
América